Crítica | Uma Família Feliz – Ótimo suspense em cenário de novela das nove

Publicidade

Com um cenário comum a novelas brasileiras, Uma Família Feliz se utiliza da classe média carioca para fazer com que o espectador saiba o que está por vir, mas subverte as expectativas do público. Em um suspense bem amarrado e bastante surpreendente, o filme surge como uma grande surpresa e uma boa opção de programa para o fim de semana.

Eva e Vicente vivem a vida perfeita de um comercial de margarina. Com duas filhas gêmeas e prestes a ter seu terceiro filho, o casal mora em um condomínio de luxo no Rio de Janeiro e tem todos os luxos que uma família de classe média alta pode sonhar. Tudo muda quando Eva dá a luz ao bebê e a mudança na rotina com uma terceira criança começa a expor as fragilidades e hipocrisias dentro das 4 paredes da casa e também da sociedade ao redor.

Os erros e acertos de Uma Família Feliz

A primeira coisa que chama a atenção em Uma Família Feliz é o cuidado com a parte artística do longa. Além da trama e da tensão entre os personagens, a fotografia e o som são tão marcantes que podem também ser considerados protagonistas da história. O uso de luz e sombra ajuda a criar a dúvida no público e a colocação de barulhos ou do total silêncio faz com que uma sensação de angústia fique presa no peito do público quase que a todo momento.

A história também sabe brincar com as expectativas. Ao utilizar um cenário muito comum à novela das nove, o filme faz com que achemos saber como vai ser o desenrolar do mistério apresentado. A opção de começar o filme nos mostrando o final também é uma ferramenta muito eficaz nessa manipulação.

Como protagonista e condutora da história, Grazi Massafera se sai muito bem no papel de Eva. A transição de esposa perfeita do subúrbio classe média para uma mulher “louca” julgada pela família e amigos poderia soar artificial e até mesmo repentina, mas através da atuação de Massafera, isso se torna um dos melhores pontos do filme. Ao fazer uma personagem que duvida de si mesmo, ela leva o espectador por todo esse mar incerto de quem é o verdadeiro culpado de tudo.

O ponto negativo fica por conta de certas escolhas narrativas que tentam dar mais profundidade e acabam deixando o filme mais lento desnecessariamente, como a repetição de certas cenas ou o alongamento de alguns takes que poderiam ser resumidos. Em um filme que tem o andamento mais devagar para dar espaço ao mistério proposto, é muito fácil errar a mão nesse tipo de coisa e, infelizmente, acontece uma vez ou outra no decorrer do filme.

Veredito

Uma Família Feliz surpreende pela qualidade do filme como um todo e pela trama que tem suas inúmeras reviravoltas. Boa opção para os fãs do gênero e para quem quer ver um filme nacional de qualidade.

Nota: 7/10

LEIA TAMBÉM:

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: