Paraíso Perdido | Longa da mesma diretora de “Ó paí, ó” ganha trailer e pôster

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text]

Dez anos depois de “Ó paí, ó”, a diretora Monique Gardenberg volta às telas de cinema com Paraíso Perdido, um melodrama saboroso que conta, ao som de clássicos da música popular romântica, a história de uma excêntrica família de cantores unida por um amor incondicional.

Nesta saga familiar marcada por encontros e desencontros, as histórias se entrelaçam e revelam pouco a pouco um enredo em que os laços de afeto sustentam os personagens e dão força para que sobrevivam às suas perdas e lidem com seus traumas. Monique bebe na fonte da tragédia grega para tratar de temas universais como abandono, traição, paixão e vingança.

Confira o trailer:

Mais do que apenas compor a trilha sonora, as músicas conduzem a narrativa. Em meio a canções como “De que vale ter tudo na vida” e “Não creio em mais nada”, o longa-metragem acompanha a trajetória da família liderada pelo patriarca José (interpretado por Erasmo Carlos). Incapaz de superar a perda da mulher amada, ele abandona a carreira acadêmica e abre a boate Paraíso Perdido.

 

[/et_pb_text][et_pb_code _builder_version=”3.0.89″]<a href=”http://indexanetwork.go2cloud.org/aff_c?offer_id=1900&aff_id=2784&file_id=32204″ target=”_blank”><img src=”https://media.go2speed.org/brand/files/indexanetwork/1900/20180320163923-728×90.jpg” width=”728″ height=”90″ border=”0″ /></a><img src=”http://indexanetwork.go2cloud.org/aff_i?offer_id=1900&file_id=32204&aff_id=2784″ width=”1″ height=”1″ />[/et_pb_code][et_pb_text _builder_version=”3.0.89″ background_layout=”light”]

O filme, que estreia dia 31 de maio, traz o que Monique chama de “elenco dos sonhos”. Em seu retorno aos cinemas, Erasmo, que nos anos 1970 foi dirigido pelos irmãos Roberto e Reginaldo Farias, é o ex-professor de Literatura José, pai de Angelo (Julio Andrade) e Eva (Hermila Guedes). Ele tem ainda um filho adotivo, Teylor (Seu Jorge), seu confidente. A família se completa com seus netos Celeste (Julia Konrad), filha de Angelo, e a drag queen Imã, filho de Eva (interpretado pelo cantor e compositor paraense Jaloo, em sua estreia como ator). Em torno desse núcleo, estão o policial Odair (Lee Taylor), sua mãe, Nádia (Malu Galli), o professor de inglês Pedro (Humberto Carrão), o namorado de Celeste, Joca (Felipe Abib), e a misteriosa Milene (Marjorie Estiano), companheira de Eva no presídio.

Na trama, após Imã ser salvo pelo policial Odair de um ataque homofóbico, José o contrata para proteger o neto. O policial vivia isolado com a mãe, uma ex-cantora que ficou surda, até entrar em contato com o mundo da Paraíso Perdido. O cantor Angelo lamenta não ter perdoado a traição de sua mulher, que desaparece no mundo sem deixar rastros. Apaixonado, ainda não consegue esquecê-la trinta anos depois. Sua irmã, Eva, está prestes a ser solta após vinte anos na cadeia, por matar o homem que a espancou quando estava grávida de Imã. O viúvo José faz de tudo para garantir a felicidade do seu clã e conta com a cumplicidade de Teylor.

 

[/et_pb_text][et_pb_code _builder_version=”3.0.89″]<script language=”JavaScript1.1″ src=”https://t.dynad.net/script/?dc=5550002447;ord=1515273630969;idt_product=1;coddisplaysupplier=334bad9aa748436dbab1e931374f4030;descrColor=000000;titleColor=000000;urlColor=A6A6A6;borderColor=FFFFFF;bgColor=FFFFFF;altColor=FFFFFF;deslabel=native;click=”></script>[/et_pb_code][et_pb_text _builder_version=”3.0.89″ background_layout=”light”]

No longa-metragem – que tem coprodução da Dueto Filmes e da Casé Filmes, e distribuição da Vitrine Filmes -, a casa noturna serve de palco para que os atores interpretem sucessos de José Augusto, Roberto Carlos, Fernando Mendes, Odair José, Waldick Soriano, Raul Seixas e Belchior. Entre as 20 músicas da trilha, estão “Tortura de amor”, “Minhas coisas”, “120 150 200 KM por hora” e “Quem tudo quer nada tem”.

Confira o pôster oficial:

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Spread the love

Comments

comments

Share This