Crítica | O Dublê – Uma aventura épica e de gargalhar

Publicidadespot_img

Comédias de ação são filmes com muito apelo popular e geralmente os favoritos dos “tiozões” por ter pouca história e muitas explosões. Brincando com os estereótipos do gênero ao mesmo tempo em que quebra a quarta parede e homenageia os profissionais desse tipo de filme, o diretor David Leitch entrega em O Dublê um dos filmes mais divertidos do ano até aqui.

Os acertos e erros de O Dublê

Colt Seavers era o melhor dublê do mercado, até o dia em que um grave acidente muda totalmente sua vida. Um ano depois, ele tem a chance de voltar ao cinema e rever o amor de sua vida. Mas um grande mistério durante as filmagens pode colocar tudo a perder.

O Dublê tem uma trama bastante simples, mas que se torna um trunfo pelo modo como é contada. David Leitch traz a experiência de já ter sido um dublê e coloca esse olhar dos bastidores do cinema no longa. Além disso, todos os clichês do gênero funcionam bem porque são todo tempo apontados como os clichês que são, servindo de alívio cômico para o público.

Ryan Gosling pode ser um ator já indicado ao Oscar algumas vezes e as pessoas podem associá-lo mais ao drama e filmes sérios, mas na comédia ele também brilha. Isso já podia ser notado no injustamente desconhecido Dois Caras Legais e também no badalado Barbie O Filme. Aqui temos uma mistura do personagem canastrão sério com o eterno trapalhão. Um papel muito difícil de não ficar bobo na tela, mas Gosling consegue entregar um personagem que cai nas graças do espectador.

O elenco de apoio também funciona bem. Não só Emily Blunt como o interesse romântico, mas a dupla de antagonistas formadas por Hannah Waddingham e Aaron Taylor-Johnson realmente rouba a cena como uma espécie de Equipe Rocket de Pokémon.

E uma das maiores surpresas para o cinema atual é fazer um filme com muitos efeitos práticos. Em uma era de efeitos digitais para tudo, o uso de explosões reais e muitas cenas com pessoas de verdade caindo, se espatifando e voando pelo pára brisas é de bater palmas. Tudo isso com muitas homenagens aos profissionais Dublês.

L to R: Ryan Gosling is Colt Seavers and Emily Blunt is Judy Moreno in THE FALL GUY, directed by David Leitch

Veredito

O Dublê tinha tudo para ser um filme genérico, mas ele usa as armas que tem e se transforma em uma aventura épica e de gargalhar. Uma das melhores opções em cartaz no cinema.

Nota: 9/10

LEIA TAMBÉM:

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: