A Menina Que Matou Os Pais | Novo crime? Veja como está Cristian Cravinhos hoje em dia

Publicidadespot_img

Após quase dois anos de espera desde que foram anunciados, já estão disponíveis no Amazon Prime Video os filmes sobre o popular e controverso Caso Richthofen. Em A Menina Que Matou os Pais vemos a versão de Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt) sobre o crime que chocou o país, já em O Menino Que Matou Meus Pais, vemos o depoimento de Suzane (vivida por Carla Diaz). No entanto, muita gente quer saber o que aconteceu com os outros envolvidos do crime, como Cristian Cravinhos (no filme vivido por Allan Souza Lima), irmão de Daniel, que cometeu o bárbaro assassinato junto com ele e Suzane.

Um novo crime

Após a fatídica noite de 31 de outubro de 2002, quando participou do assassinato de Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen, ao lado de seu irmão Daniel, Cristian Cravinhos foi condenado a 38 anos de prisão. Porém, a sua situação estava prestes à piorar.

Em regime aberto a partir de 2017, Cristian voltou ao presídio do Tremembé em 2018, quando recebeu uma sentença por corrupção. Assim, sua pena passou de 38 anos e 6 meses para 41 anos e 10 meses.

Segundo o site UOL, o condenado se envolveu em uma briga em um bar em Sorocaba (SP), em 2018 e, ao ser revistado pela polícia, munição de uso restrito foi encontrada. Para não ser preso — e perder o direito ao regime aberto — Cristian ofereceu dinheiro aos policiais. Por fim, ele foi absolvido da acusação de posse ilegal de munição, mas a condenação por tentativa de suborno foi mantida.

Investigação Criminal

Em 2020, Cristian voltou aos jornais quando pediu indenização por danos morais à produtora da série Investigação Criminal, por usar 12 fotos suas. À época ele pediu R$ 500 mil, mas a Justiça negou o pedido.

Perdeu a paternidade

Ainda em 2020, o filho de Cristian, que tinha 3 anos na época do crime, pediu anulação da paternidade. Segundo o processo, o jovem diz sofrer constrangimento toda vez que apresenta um documento no qual consta o nome do pai. O desejo é de revogar os direitos jurídicos entre pai e filho — abrindo mão de pensão ou herança. Em 2009, o garoto já havia conseguido retirar o sobrenome Cravinhos – leia mais sobre isso clicando aqui!

Atualmente, ele tem 45 anos e encontra-se preso.

Vale lembrar que A Menina Que Matou Os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais já estão disponíveis no Amazon Prime Video. Clique aqui para aproveitar os 30 dias grátis.

Leia também: O que aconteceu com Andreas von Richthofen?

Leia as nossas críticas aqui e aqui!


Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo quase todo dia. Se inscreve! Dá uma olhada no nosso vídeo mais recente:

Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e também no Google News.

Quer receber notícias direto no seu celular? Entre para o nosso canal no WhatsApp ou no Telegram.

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: