Tragédia da embarcação Bateau Mouche vai ganhar série documental na Max

Publicidadespot_img

A HBO iniciou gravações da nova série documental sobre a embarcação BATEAU MOUCHE, que relatará os acontecimentos da fatídica noite de Ano Novo de 1988 para 1989, em que 55 pessoas morreram a bordo da embarcação Bateau Mouche, enquanto estavam em um passeio de luxo na Baía de Guanabara. A produção está sendo gravada no Rio de Janeiro e ainda não tem previsão de estreia. 

A série documental, que será dividida em três partes, se passa mais de 30 anos do ocorrido e consegue analisar de forma precisa quais foram os reais impactos dessa tragédia, tanto para o âmbito de um turismo responsável e seguro quanto em relação ao exercício da cidadania, ao sistema jurídico brasileiro e ao papel da mídia. 

Inspirado nas embarcações parisienses que levam passageiros pelo Rio Sena, o passeio acabou se disseminando entre turistas, empresários, políticos, jornalistas e artistas famosos. Além do trajeto pela Baía de Guanabara, o Bateau Mouche IV tinha como proposta oferecer um jantar al mare, com música, open bar e uma visão privilegiada do notório show de fogos carioca. 

Para a série documental, serão gravadas recriações no mar e em um tanque com 40 metros de comprimento, 30 de largura e até 25 de profundidade, que foi criado para reproduzir as condições oceânicas e gera ondas de até 1 metro de altura. Deixando a narrativa ainda mais detalhada, a produção contará com mais de 30 entrevistas exclusivas de sobreviventes, familiares das vítimas, advogados, especialistas e protagonistas do resgate. 

Ainda, um dos episódios será integralmente dedicado ao relato e a análise dos trâmites jurídicos após a tragédia, levando em consideração os responsáveis pelo infeliz acontecimento nesta história que envolve acusações de corrupção, lavagem de dinheiro, além da fuga de alguns dos condenados. 

BATEAU MOUCHE é uma coprodução da HBO com a Producing Partners. A série é dirigida e produzida por Tatiana Issa e Guto Barra, com roteiro de Guto Barra e Renata Amato e com supervisão de Sergio Nakasone, Adriana Cechetti e Patrício Diaz por parte da Warner Bros. Discovery. 

Se você ainda não é assinante da Max, pode assinar clicando aqui.

LEIA TAMBÉM:

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: