Rebel Moon | Zack Snyder comenta formato INUSITADO de portal no filme

A sequência inicial de Rebel Moon, o filme de Zack Snyder para a Netflix, exibiu uma nave entrando em um portal com uma forma, digamos, bem peculiar e sugestiva. Em entrevista ao The Film Junkee, o realizador explicou a escolha de abertura:

Vou te dizer que, na verdade, há muito mais a ser descoberto sobre como as naves do Mundo-Mãe viajam pelo espaço quando precisam fazer jornadas longas”, iniciou ele. “É algo que está 100% conectado à mitologia daquele universo. Então, não foi inspirado em uma vagina. Mas quando a revelação chegar, você vai pensar: ‘Ah, agora, sim, isso explica o formato…”.

Leia também: Crítica | Rebel Moon: Parte 1 – Desastre ambicioso que parece Star Wars sem diversão

Sobre Rebel Moon

De Zack Snyder, diretor de 300O Homem de Aço Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, vem aí “Rebel Moon“, uma fantasia épica de ficção científica que vem sendo produzida há décadas. 

Após fazer um pouso de emergência em uma lua localizada nos confins do universo, Kora (Sofia Boutella), uma jovem que guarda um passado misterioso, dá início a  uma nova vida numa colônia pacífica de fazendeiros. Ela logo se transforma na única esperança de sobrevivência desse povo quando o tirânico regente Balisarius (Fra Fee) e seu cruel emissário, o Almirante Noble (Ed Skrein), descobrem que os agricultores venderam suas safras para os irmãos Bloodaxe (Cleopatra Coleman e Ray Fisher), os líderes de um grupo de insurgentes caçados pelo Mundo-Mãe.

Encarregados de encontrar pessoas dispostas a arriscar a vida em defesa do povo de Veldt, Kora e Gunnar (Michiel Huisman), um fazendeiro bondoso e ingênuo para a realidade da guerra, viajam entre mundos à procura dos irmãos Bloodaxe e conseguem reunir um pequeno grupo de guerreiros que têm em comum a necessidade de redenção: o piloto e assassino de aluguel Kai (Charlie Hunnam), o lendário General Titus (Djimon Hounsou), a espadachim Nêmesis (Bae Doona), o prisioneiro com um passado real Tarak (Staz Nair) e Milius (E. Duffy), integrante da resistência.

No retorno a Veldt, Jimmy (dublado por Anthony Hopkins na versão em inglês), um robô antigo que se escondeu para acompanhar o grupo, desperta com um novo propósito. No entanto, esses novos revolucionários precisarão aprender a confiar uns nos outros para lutar em unidade antes que os exércitos do Mundo-Mãe os aniquilem.

REBEL MOON – PARTE 1: A MENINA DO FOGO já está disponível na Netflix. REBEL MOON – PARTE 2: A MARCADORA DE CICATRIZES estreia na Netflix no dia 19 abril de 2024.

Leia também:


Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e também no Google News

Quer receber notícias direto no seu celular? Entre para o nosso canal no WhatsApp ou no Telegram.

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: