Versões de um Crime | Quem matou Boone? Entenda o final do filme

Publicidadespot_img

Em um universo falho, um advogado de defesa falho luta contra um caso aparentemente conclusivo de parricídio. Com base nessa premissa, o thriller de tribunal de Courtney Hunt, Versões de um Crime (‘The Whole Truth’), traz drama e suspense suficientes para manter alguém amarrado a uma cadeira. Toda a verdade do caso parece evasiva, mas o final chocante revela uma trama de assassinato meticulosamente planejada. Enquanto o policial ferve lentamente durante a maior parte da narrativa, os momentos finais irrompem em toda a sua glória visceral e deixam várias questões pertinentes em seu rastro. Se você não conseguir entender o final do filme, tentaremos amarrar as pontas soltas para você. 

ALERTA DE SPOILERS!

Sinopse de Versões de um Crime

Richard Ramsey (Keanu Reeves) luta contra um caso de parricídio. O acusado em questão é Mike Lassiter (Gabriel Basso), filho calado de um advogado abastado, Boone Lassiter (Jim Belushi), e de sua esposa Loretta Lassiter (Renée Zellweger). Boone foi encontrado morto em sua própria casa com uma facada logo abaixo do coração. O caso contra Mike é aparentemente sólido, pois há testemunhas que podem testemunhar que Mike matou seu pai. A impressão digital de Mike foi encontrada no corpo e na arma do crime e, ainda por cima, Mike se declarou culpado do assassinato.

O policial que visitou a cena do crime ouviu Mike dizer: “Eu deveria ter feito isso há muito tempo”. Vale destacar a posição de Ramsey no caso – ele é amigo e colega do falecido, embora seja indicado pela esposa do falecido para a absolvição de seu único filho. Essa premissa desencadeia um intrigante drama de tribunal com reviravoltas alucinantes. À medida que a audiência avança, somos levados ao momento da ruptura através de flashbacks. A primeira testemunha é Angela Morley, uma comissária de bordo que trabalha na tripulação de um jato particular.

Enquanto ela responde perguntas sobre a viagem de volta de Mike e Boone de uma viagem a Stanford, vemos em flashbacks o que parece ser uma frieza entre pai e filho. Dada a predisposição adolescente de Mike, talvez não seja nada fora do comum. Mas à medida que o motorista da limusine conta sua história, somos guiados por pistas visuais da vida pessoal de Boone. Boone era um homem de caráter questionável – ele teve casos com diversas mulheres, era arrogante e cabeça quente e tratava sua esposa com pouco respeito.

Ramsey, entretanto, colocou sob sua proteção a detectora de mentiras viva Janelle Brady (Gugu Mbatha-Raw), filha do conhecido advogado Walter Brady. Ela acha que tanto o motorista da limusine quanto a comissária de bordo estão escondendo a verdade. Loretta sobe ao pódio para testemunhar e confirmar a natureza vil de seu falecido marido. Ao revisitar o momento de ruptura, ficamos sabendo que Loretta foi abusada fisicamente por Boone no dia de sua morte. Após a briga, ela foi tomar banho e, quando voltou, Mike aparentemente já havia feito o que queria. Ramsey apresenta fotos do corpo machucado de Loretta como prova perante o tribunal.

Mike decide quebrar o silêncio e apresentar uma declaração ao tribunal. Ele autentica todas as declarações das testemunhas e acrescenta que matou Boone não para proteger Loretta, mas a si mesmo. O tribunal estupefato ouve sua versão da verdade. De acordo com Mike, ele foi molestado fisicamente e estuprado por seu pai desde o início da adolescência, e o ato de matar foi uma tentativa desesperada de se salvar de seu pai. A promotoria convoca Angela Morley para confirmar a narrativa de Mike e, após ser questionada judicialmente por Janelle, a atendente admite ter passado muito tempo na cabine. O caso está ganho. No entanto, toda a verdade parece ser algo completamente diferente.

Final de Versões de um Crime: quem matou Boone?

Esta é a pergunta que o filme quer que você faça. Embora o caso pareça bastante sólido à primeira vista, parece haver algumas verdades amargas escondidas sob a superfície. Embora tenha sido decidido desde o início que Mike é o assassino, Janelle é a primeira a sentir o envolvimento de Loretta no ato do crime. Quando ela confronta Loretta, ela parece evasiva. No entanto, algumas disparidades são plantadas ao longo do filme. Antes mesmo de o promotor terminar a pergunta, o detetive diz que a cônjuge é a principal suspeita. Porém, depois de conversar com a policial, ele foi levado a acreditar no contrário.

Pensando bem, a afirmação de Mike “Eu deveria ter feito isso há muito tempo” mostra ódio por seu pai, mas não prova seu envolvimento no assassinato. E quanto às impressões digitais, alguém poderia perguntar. Se você se lembra, embora o cientista forense não divulgue nada perante o tribunal, os flashbacks indicam uma inconsistência entre o depoimento de Loretta e os fios de cabelo encontrados na cena do crime. Além disso, quando vemos o amigo de Mike, Alex, brincando de espionagem nos flashbacks, percebemos a brutalidade no tratamento que Boone dá a Loretta, mas nem uma única cena mostra Boone batendo em Loretta. Até Mike não consegue acreditar nisso e pede que sua mãe se tranquilize.

Após a vitória do caso, Mike confronta Ramsey no banheiro sobre o relógio encontrado na cena do crime. Em um flashback, o relógio de Ramsey é visto logo debaixo da cama antes de ser pego por Loretta com a maior destreza. À medida que os momentos finais se desenrolam, vemos a verdade com nossos próprios olhos enquanto um Ramsey culpado revisita o incidente. Vemos Ramsey encapuzado esfaqueando Boone quando ele volta da viagem; enquanto está no banheiro, Loretta se bate para usar as marcas de hematomas como prova. Mike volta do treino de futebol mais cedo do que de costume, o que não dá tempo aos parceiros do crime para encobrir.

Ramsey e Loretta estão tendo um caso?

Há uma lógica por trás de cada ato de homicídio, especialmente, como aponta o promotor, em um caso de homicídio premeditado em primeiro grau. Como costuma acontecer em crimes passionais, Ramsey e Loretta provavelmente estão tendo um caso. Algo em Ramsey incomoda o público desde o início. Ramsey está aparentemente envolvido no caso em nível pessoal, mas opta por agir distante. Suas conversas com Loretta fora das audiências judiciais são frequentemente caracterizadas por desconforto. Ele parece estar sob algum tipo de pressão, e quando Janelle o confronta sobre Loretta no final, ele a dispensa dizendo que seu principal dever é obter a absolvição de Mike.

No final do filme, quando Ramsey relembra sua conversa com Boone, o público ouve um pouco dela. Boone suspeita que Loretta está tendo um caso, e Ramsey diz que ele deveria pedir o divórcio. Boone talvez já estivesse ciente do caso de Ramsey e Loretta e confrontou Ramsey para ver sua reação. Quando os amantes suspeitaram que Boone sabia de seu caso, eles planejaram juntos tirá-lo de cena.

Mike foi realmente molestado por seu pai?

Na declaração de Mike perante o tribunal, ele encontra coragem para revelar que Boone tentou estuprá-lo no dia do assassinato de Boone. Ele continua dizendo que desde os 12 anos Boone o molestou em diversas ocasiões, inclusive no dia do voo de volta. O tribunal traz o comissário de bordo para um segundo depoimento.

Ela começa negando as acusações feitas contra Boone, mas seguindo a linha de questionamento de Janelle, ela admite ter passado cerca de 10 minutos na cabine com o piloto e o co-piloto. Acontece que ela também namora Ginsburg, o copiloto, e logo depois lembra que o tempo que passa na cabine pode ser superior a 10 minutos. Boone poderia ter estuprado seu filho menor de idade, e agora os réus têm um caso.

No entanto, é mais provável que a acusação de abuso sexual seja uma invenção inventada por Mike. Um prodígio jurídico promissor como Mike não teria dificuldade em detectar as fissuras no sistema jurídico. Ele não divulga o fato no início, pois o promotor levaria vantagem. No final das contas, tudo se resume à declaração de Mike contra a de Morley, e uma quantidade adequada de astúcia faz com que Mike ganhe o caso sozinho. Porém, na cena em que Mike confronta Ramsey, fica claro que Mike não foi estuprado por seu pai.

Mike acusa Ramsey de matar Boone, e Ramsey retalia levemente, lembrando a Mike que ele falou sob juramento. Mike explode dizendo que não destruiu a memória de Boone e se classificou como um assassino estuprado por seu pai. Ao dizer estas palavras, ele acusa Ramsey de ser responsável pela vergonhosa situação de sua vida. No entanto, seguindo o testemunho de Alex, sabemos que o relacionamento de Mike com Boone piorou meses antes do incidente no quintal, e não sabemos por quê.

Leia também: Awareness | Por que Ian foi sequestrado? Entenda o final do filme do Prime Video


Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e também no Google News

Quer receber notícias direto no seu celular? Entre para o nosso grupo no WhatsApp ou no canal do Telegram.

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: