Se você já está cansado dos streamings convencionais e busca uma nova alternativa, voltada para filmes cults e clássicos do cinema, a nossa recomendação é conhecer e assinar o Belas Artes à La Carte, que conta com um enorme acervo de obras extraordinárias da sétima arte.

O cinema russo, sem dúvida, é um dos mais antigos e importantes da História do cinema narrativo. Teve sua primeira captação de imagens em movimento datada de 1896, o registro da coroação do Czar Nicolau II.

Pensando nisso, separamos 8 filmes clássicos do cinema russo disponíveis no catálogo, para comemorar o recém-chegado: ‘O Encouraçado Potemkin’.

Leia também: 10 filmes IMPERDÍVEIS para assistir no Petra Belas Artes À La Carte!

O Encouraçado Potemkin

Em 1905, na Rússia czarista, aconteceu um levante que pressagiou a Revolução de 1917. Tudo começou no navio de guerra Potemkin quando os marinheiros estavam cansados de serem maltratados, sendo que até carne estragada lhes era dada com o médico de bordo insistindo que ela era perfeitamente comestível. Alguns marinheiros se recusam em comer esta carne, então os oficiais do navio ordenam a execução deles.

O Barbeiro da Sibéria

Em 1885, um empresário se aventura na Rússia, sonhando vender um novo trator a vapor. Sua assistente, Jane, se apaixona por um jovem oficial russo, e passa os dez anos seguintes tentando reencontrar o amado, exilado na Sibéria.

Fascismo Sem Máscara

Documentário soviético sobre os horrores do III Reich, realizado mediante a montagem de inúmeros filmes capturados dos alemães, depois da, II Grande Guerra, ao lado de trechos de outras fitas. Seu diretor, Mikhail Romm, é dos mais cotados dentro do cinema russo.

Stalker

Em um país não nomeado, a suposta queda de um meteorito criou uma área com propriedades estranhas, onde as leis da física e da geografia não se aplicam, chamada de Zona. Dentro da Zona, segundo reza uma lenda local, existe um quarto onde todos os desejos são realizados. Com medo de uma invasão da população em busca do tal quarto, autoridades vigiam o local e proíbem a entrada de pessoas. Apenas alguns têm a habilidade de entrar e conseguir sobreviver lá dentro, são os “Stalkers”. Um escritor e um cientista querem entrar e contratam um stalker para guiá-los lá dentro. No caminho até o quarto, vão passar por rotas misteriosas e muitas vezes, mutáveis.

O Espelho

Um homem na casa dos 40 anos de idade está prestes a morrer e começa a relembrar o passado, os tempo de calmaria e a guerra. Os pensamentos e emoções de Alexei (Ignat Daniltsev), e também suas memórias. Ele relembra sua mãe que sofreu depois de ser abandonada com um filho pelo marido, os horrores da guerra e a sua infância. Momentos pessoais, mas que contam a história de toda a nação russa.

Anna Karenina: A História de Vronsky

Durante a guerra russo-japonesa, o chefe de um hospital, Sergey Karenin, descobre que um dos oficiais feridos é o conde Vronsky, a pessoa que arruinou sua mãe, Anna Karenina. Agora, ele procura informações sobre o que a levou a desistir da vida.

Vá e Veja

Bielorrússia, 1943. O jovem camponês Florya (Aleksei Kravchenko) é cooptado por um despreparado grupo de guerrilheiros antinazistas. Em confronto com os alemães, o garoto é deixado para trás e decide retornar ao seu vilarejo. Chegando lá depara-se com o desolador cenário de um massacre. Perturbado, ele passa a vagar sem rumo, presenciando cenas cada vez mais fortes.

Solaris

O famoso psiquiatra Kris Kelvin (Donatas Banionis) vai à estação espacial Solaris com uma importante missão científica: decidir se deve o trabalho realizado de investigação sobre um misterioso planeta deve continuar. Ao chegar à estação Kelvin já é surpreendido pelo suicídio de um dos integrantes da tripulação, sendo que outros dois, Snaut (Jüri Järvet) e Sartorius (Anatoli Solonitsyn), estão à beira da loucura. Com o tempo o próprio Kelvin passa a se sentir estranho, tendo transes oníricos onde vê sua ex-esposa Hari (Natalya Bondarchuk), falecida há anos.

Share This