A Netflix divulgou o resultado do último trimestre de 2019. Entre os sucessos do período, Klaus, primeira animação do serviço de streaming indicada ao Oscar, foi assistido por 40 milhões de membros nos primeiros 28 dias de lançamento.

Há uma ressalva com o número de espectador doméstico (que não é verificável de forma independente): a Netflix mudou a definição do que constitui um espectador. Agora, de acordo com a empresa, está medindo contas que “escolheram assistir e assistiram por pelo menos 2 minutos – tempo suficiente para indicar que a escolha era intencional”. Anteriormente, a Netflix relatava exibir números com base no número de contas que haviam visto um Episódio ou filme de TV com pelo menos 70% de conclusão.

Em dezembro, a Netflix havia anunciado que a animação já tinha sido assistida por 30 milhões de usuários.

Sobre Klaus

Jesper (Rodrigo Santoro) é o pior estudante da academia postal. Ele mora em uma ilha gelada acima do Círculo Ártico, onde cartas não têm vez entre os vizinhos brigados que mal se falam. Jesper está para desistir quando encontra uma aliada, a professora Alva (Fernanda Vasconcellos), e conhece Klaus (Daniel Boaventura), um misterioso carpinteiro que vive sozinho em uma casa cheia de brinquedos feitos à mão. Suas amizades improváveis trazem o riso de volta à pequena Smeerensburg e criam um novo legado de vizinhos generosos, contos mágicos e meias cuidadosamente penduradas sob a chaminé. Com direção do cocriador de Meu Malvado Favorito Sergio Pablos. Já disponível na Netflix.

Fonte: Variety

Spread the love

Leave a comment

Share This