O Amazon Studios anunciou que Leslie Mann (The Other Woman/This Is 40) irá estrelar o thriller global de dez episódios, The Power, baseado no premiado romance e best-seller internacional de mesmo nome de Naomi Alderman. Mann interpretará a charmosa e ambiciosa política Margot Cleary-Lopez na série.

The Power é produzida pela Sister Pictures (Chernobyl, Giri/Haji, The Split) e dirigida pela vencedora do Emmy, Reed Morano (The Handmaid’s Tale), e estreia exclusivamente no Amazon Prime Video em mais de 200 países e territórios.

The Power foi adaptado para a tela pela criadora e Produtora Executiva Naomi Alderman, trabalhando com um incrível time formado exclusivamente por escritoras, incluindo a co-produtora executiva Claire Wilson (Rocks, Little Drummer Girl, Gangs of London), co-produtora executiva e a consultora Sarah Quintrell (Ellen, The Trial: A Murder in the Family), Whit Anderson (Ozark, Daredevil), Stacy Osei-Kuffour (Watchmen, PEN15) e a romancista Rebecca Levene (The Hollow Gods Trilogy).

O mundo de The Power é o nosso mundo, mas com um pequena alteração na ordem natural das coisas. De repente, e sem aviso, todas as adolescentes do mundo desenvolvem o poder de eletrocutar as pessoas à vontade. Este poder é hereditário, está internalizado e não pode ser retirado delas. Ganha vida um thriller de puro poder: onde meninas têm a capacidade de machucar ou até matar lançando choques elétricos da ponta dos dedos, e elas rapidamente aprendem que podem despertar esse poder nas mulheres mais velhas. Em breve, quase todas as mulheres do mundo terão esta capacidade. E então tudo será diferente.

A narrativa subversiva e multifacetada segue uma série de personagens, incluindo Allie, uma garota americana adotada e vulnerável que se reinventa como líder da fé; Roxy, filha de um chefe do crime de Londres, que se deleita com suas novas habilidades; Tunde, uma jornalista nigeriana que relata mudanças globais sísmicas; e Margot Cleary – Lopez (Leslie Mann), Prefeita de Seattle; esposa apaixonada e mãe amorosa de três filhos. Pelo menos é o que o website oficial de sua campanha diria.

Margot é uma política americana em ascensão e, até agora, não apenas uma mulher no mundo dos homens, mas uma mulher com um gosto questionável para jaquetas, de acordo com seus odiadores online. Cheia de vida, charmosa e incrivelmente inteligente, Margot percebe que o poder reside mais na força do que na autoridade. À medida que sua carreira “decola”, são seu marido Rob e sua filha Jos que, reservadamente, sentem de forma mais profunda os efeitos de seu sucesso; para um deles, onde anteriormente havia conflito, agora existe um entendimento maior; para o outro, onde havia amor, vem a mágoa e a traição.

Durante a primeira temporada, a série seguirá seu elenco de personagens marcantes de Londres a Seattle, Nigéria à Moldávia, à medida que o ‘Poder’ evolui de um formigamento nas clavículas das adolescentes para uma reversão completa do equilíbrio de poder do mundo. O Dia das Meninas chegou – mas onde isso vai acabar?

O romance de Naomi Alderman, The Power, foi incluído na lista do presidente Barack Obama de seus livros favoritos a partir de 2017 e ganhou o prêmio Bailey’s Women de ficção em 2017, além de ter sido listado para o prêmio Orwell de 2017. Já traduzido para mais de 25 idiomas, The Power encontrou apelo em todo o mundo.

The Power é produzido pela Sister e com produção executiva de Jane Featherstone (Chernobyl/Giri/Haji, The Split), Naomi de Pear (Don’t Forget the Driver, The Bisexual, Flowers), Naomi Alderman e Reed Morano (The Handmaid’s Tale). A série é produzida por Tim Bricknell (Trust, Taboo) e é a mais recente série original da Amazon produzida no Reino Unido.

#Pipocas Indica Jogo da discórdia Condessa Valentina, quem é? Gostou de You?