A regra é clara: Se  um filme, série ou adaptação decepciona, todo mundo vai  “xingar muito no twitter”.

O último a provar desse gosto amargo do sucesso foi o diretor Adam Wingard. Desde a estreia do filme na Netflix, fãs do anime e do mangá usaram o twitter para criticar o trabalho do cineasta. 

Após a péssima recepção do filme no dia de lançamento do filme o  diretor escreveu na rede social:  “Desculpe, trolls, mas o artista sempre vence o final das contas”, provocando ainda mais a ira dos fãs. E continuou: “Eu adoro ver como as pessoas se sentem pessoalmente atacas com esse tweet. É quase uma isca de trolls. Aqueles que mordem a isca expõem quem são.”

Wingard ainda escreveu que sabe aceitar comentários de quem não ficou satisfeito com seus trabalhos, mas concluiu que “[fazer] critica cinematográfica é diferente de ficar choramingando com cineastas no Twitter”.

Mas o diretor não aguentou os ataques e sem aviso prévio deletou (ou tirou do ar temporariamente) seu perfil no Twitter.

A insatisfação com a adaptação é notável: Death Note atualmente conta com um baixíssimo índice de aprovação em sites como Rotten Tomatoes (apenas 40% das críticas foram positivas) e Metacritic (43/100). 

Comments