Ao contrário do que havia sido dito anteriormente, em entrevista ao Dread Central, o diretor Michael Chaves não considera seu filme A Maldição da Chorona, de 2019, parte do universo compartilhado de Invocação do Mal (que inclui os três filmes focados na Família Warren, os dois filmes sobre Annabelle e A Freira). 

O cineasta explicou o motivo da separação entre franquias, mesmo com easter eggs conectando as produções:

“A simples razão pela qual A Maldição da Chorona não é parte do universo de Invocação do Mal é que o filme foi feito sem um dos produtores da franquia, então tecnicamente ela não pode ser incluída de forma plena”.

Questionado sobre as duas referências que conectam Chorona a outros filmes da franquia, a presença do padre Perez (Tony Amendola, reprisando papel de Annabelle) e uma imagem da boneca amaldiçoada, ele justificou: “O plano era que você entraria e pensaria: ‘Ó, meu Deus, eles são conectados’. Mas nós não deveríamos, desde o início, ter feito isso”.

Nos cinemas desde 3 de junho e previsto para integrar o catálogo do HBO Max, que chega ao Brasil em 29 de junho, o capítulo mais recente da franquia, Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio, traz novamente o casal de investigadores paranormais vivido por Patrick Wilson e Vera Farmiga.

A Maldição da Chorona está disponível no Telecineplay.

Leia a nossa crítica de Invocação do Mal 3!

Melhores Filmes da Netflix em 2021 Melhores séries Rua do Medo: 1666 – PARTE 3 – Final #Crítica Atypical Interrompemos a Programação