A Nintendo entrou com uma ação nesta sexta-feira contra o suposto líder do grupo de hackers Team Xecuter, chamado Gary Bowser (não confundir com o rival do Mario ou com o atual presidente da Nintendo of America, Doug Bowser) por pirataria e violação de direitos autorais de seus produtos.

Como reportado pela Polygon, a Nintendo já vem se esforçando a algum tempo para conter as ações do grupo de hackers. A Team Xecuter vem produzindo e vendendo equipamentos e softwares para “desbloquear” consoles da empresa desde o modelo 3DS. Em 2020, Gary Bowser foi preso por vender esses equipamentos através de lojas da Amazon. A empresa de jogos trata Bowser como um “rei da pirataria internacional” e trata a pirataria no Nintendo Switch como “um problema sério, agravado internacionalmente”.

A empresa de Games busca reparação de $2,500 por cada dispositivo hackeado e $150,000 por cada violação em seus direitos autorais. A empresa também quer acabar com as operações ilegais de Bowser e do Team Xecuter.

Melhores Filmes da Netflix em 2021 Melhores séries Rua do Medo: 1666 – PARTE 3 – Final #Crítica Atypical Interrompemos a Programação