Crítica internacional aplaude “Eduardo e Mônica”

Juntos pela primeira vez em um trabalho, Alice Braga e Gabriel Leone dão vida a Eduardo e Mônica, o casal que o Brasil shippa desde 1986, quando a Legião Urbana lançou o disco Dois, que ocupa a 21a posição da lista dos 100 maiores discos da música brasileira segundo a Rolling Stone Brasil. Somando isso à assinatura de René Sampaio, mesmo diretor do sucesso Faroeste Caboclo, de 2013, o resultado é música para os ouvidos. 

Ainda sem data para estrear por aqui, o filme teve sua première mundial no Festival Internacional de Cinema de  Miami (EUA) e recebeu o Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Edmonton Film Festival, no Canadá. Além disso, vem colecionando boas críticas no exterior. 

Na mais recente, a conceituada revista Americas Quarterly ressaltou que “o diretor brasileiro René Sampaio se manteve fiel à improvável e encantadora história de amor da canção de Renato Russo, transformando-a em um deleite nas telas”.

Aos 46 anos, René Sampaio nutre desde os 14 o sonho de levar para o cinema a história de Eduardo e Mônica, o casal que não tinha nada de parecido mas vive uma linda história de amor. O diretor, no entanto, prefere adiar mais um pouco a estreia no Brasil, para que ela aconteça quando houver a possibilidade de aglomeração nas salas. “É um filme para ser celebrado como um show, um evento. Queremos que a plateia possa se reunir em grupos de amigos, casais, famílias inteiras, diferentes gerações. Todos celebrando essa história”.  Uma ótima pedida em um Brasil polarizado, onde, infelizmente, não temos visto um bom convívio entre diferentes formas de pensar. 

Fã declarado de Renato Russo, René Sampaio não esconde a inteção de visitar novamente a obra de um dos maiores poetas de todos os tempos no cenário do rock brasileiro. “Uma trilogia. Esse é o meu projeto junto com a produtora Bianca de Felippes. Mas, quem sabe não vira uma tetralogia? Não só me identifico muito com as músicas como considero um excelente material para fazer filmes”. 

O longa tem produção da Gávea Filmes, Barry Company, Fogo Cerrado Filmes, coprodução da Globo Filmes, produção associada da Reprodutora e distribuição no Brasil da Downtown Filmes e Paris Filmes. 

Em 2013, Faroeste Caboclo, filme de estreia de René Sampaio como diretor, levou mais de 1,5 milhão de espectadores para os cinemas brasileiros e ganhou sete categorias do Prêmio da Academia Brasileira, incluindo Melhor Filme de Ficção. Teve sua estreia internacional no Festival de Toronto (Canadá) e foi exibido no  Festival Internacional de Miami, no  Festival Internacional de Shangai, entre outros.

Últimas Notícias