Recentemente tivemos a notícia surpresa de que o Amazon Prime Video está dobrando sua adaptação de The Boys e estão desenvolvendo uma série spinoff. Embora não se concentre nos “rapazes” titulares ou mesmo nos Sete, a nova série se passa em uma faculdade da Vought International exclusivamente para jovens super-heróis adultos. Vinda do produtor executivo Craig Rosenberg, a série é descrita em parte como um programa universitário e em parte Jogos Vorazes e também mantém o “coração, sátira e atrevimento” da série principal. Embora a série seja principalmente uma nova criação, o criador da série, Eric Kripke, revelou de que parte da série de quadrinhos eles vão se inspirar quando começarem a trabalhar nela.

Eu diria que é vagamente inspirado por um elemento dos quadrinhos, que é o G-Men. Parte do G-Men é uma espécie de experiência educacional de faculdade”, disse Kripke enquanto falava com o TheWrap. “E acabamos de usar isso como um ponto de partida, meio semelhante a ‘The Boys’, onde nós meio que pegamos uma noção inicial e então vamos executá-la em nossa própria direção estranha.”

Para quem não conhece os quadrinhos de Garth Ennis e Darick Robertson, os G-Men eram uma paródia dos X-Men da Marvel apresentados na série. Descrita como “os super-heróis mais lucrativos do mundo” para Vought nos quadrinhos, a paródia das várias equipes e personagens aparece em uma proporção de quase 1: 1 com várias equipes como “G-Force, The G-Brits, The G-Nomads, G-Coast, G-Style e G-Wiz.

O Professor X personagem dos quadrinhos é um homem rico e poderoso chamado John Godolkin, que foi revelado sequestrar crianças enquanto jovens e injetá-los com o Composto V para criar suas equipes. Outros personagens que aparecem como parte dos G-Men que são paródias claras dos X-Men incluem Five-Oh (Ciclope), Nubia (Tempestade), Bicho (Besta), Cold Snap (Homem do Gelo) e até mesmo sua própria paródia de Wolverine em Groundhawk (completo com marretas para as mãos).

Kripke também se abriu sobre como o show foi concebido, mas confirmou que não há intenção dos produtores executivos de desenvolver inúmeros spin-offs.

Estávamos conversando e nos deparamos com essa ideia e estávamos tão entusiasmados com isso, que a levamos para a Amazon”, acrescentou Kripke. “Porque achamos que há uma oportunidade real de ver outra parte do mundo Vought. Mas provavelmente, mais importante, fazer um show que não é realmente feito com tanta frequência, que é o que amamos nele, que é, como ‘The Boys’ é um olhar inflexível para a realidade, o objetivo para isso é fazer essa série de super-herói um dos programas universitários mais realistas que alguém já fez. E realmente lide com problemas reais da faculdade e realmente explore como é ter essa idade.”

Embora Kripke não tenha confirmado se um crossover entre os dois programas acontecerá, especificamente porque eles ainda estão desenvolvendo o spinoff, mas revelou que ambos os programas existem no mesmo universo, embora nenhum personagem vá fazer o salto para nenhum deles.

Não há previsão de estreia para o spin-off de The Boys até o momento.

Fonte: ComicBook

Share This