Jogos Vorazes | Novo filme será dividido em DUAS PARTES, confirma diretor da Paris Filmes

Publicidade

Direto da Expocine 2020, que está sendo realizada de forma virtual esse ano por conta da pandemia da COVID-19, o diretor geral da Paris Filmes, Márcio Fraccaroli, contou algumas novidades sobre os próximos lançamentos da Lionsgate para 2021 e 2022. Durante o painel da distribuidora, Fraccaroli revelou que o próximo filme da franquia de sucesso ‘Jogos Vorazes’, que irá adaptar o recém lançado livro ‘A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes’, da autora Suzanne Collins, que serve como uma pré-sequência da trilogia, será divido em DUAS partes, informação ainda inédita sobre a produção.

[ATUALIZAÇÃO]

Após o comentário do diretor geral da Paris Filmes, a produtora da franquia, Nina Jacobson, respondeu um fã no Twitter que o filme não será divido em duas partes. Porém, Márcio Fraccaroli havia garantido que DOIS filmes de ‘Jogos Vorazes’ estão sendo desenvolvidos. Em contato com a Paris Filmes, confirmamos essa informação:

“A informação que a distribuidora tem até o momento é a mesma que o Marcio comentou na Expocine: de que esse projeto se desdobrará em dois filmes.”

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

Clique aqui para comprar o livro.

O livro foi uma história de origem para o Presidente Snow, o personagem que foi retratado por Donald Sutherland nos filmes. O best-seller será adaptado para os cinemas em breve e o painel do projeto na Comic-Con New York revelou alguns detalhes sobre:

“Na trama, vemos a evolução de Snow e isso é interessante. Mas para mim, a parte mais interessante foi ver a evolução de Panem e ver os Jogos Vorazes em seu décimo ano, ver como era rudimentar”, disse o editor David Levithan.

“E vendo como todos os temas e todas as ideias que veremos mais tarde na trilogia estão tendo sua história de origem. Quando você os vê na trilogia, é uma conclusão precipitada: Jogos Vorazes é é mau, é punitivo. Mas ver quando não precisava ir nessa direção, ver como o plano desandou e como as forças o empurraram para a existência, foi fascinante para mim, porque há lições sobre a natureza humana e sobre sociedades e governos que seria fundamental dar atenção nesse momento”

“Todo mundo pensou no início que seria uma história de um anjo caído, como se Snow fosse um herói e então algo acontece e ele se torna mau e cruel”, acrescentou Levithan. “O que Suzanne mostra neste livro é que é muito mais complicado do que isso. A personalidade dele não muda, mas foram forças externas poderosas que ampliam pedaços de quem você é ou ajudam você a ir em uma direção diferente e perversa. Nessa história, ele está em um cabo de guerra consigo mesmo”.

A primeira parte de ‘A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes’ ainda não possui data de estreia nos cinemas e nem elenco confirmado.

xxx
Última Notícia
Publicidade

Mais lidas

spot_img

Mais recentes

spot_img
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com