Baseada na HQ da DC Comics, chamada Stars and S.T.R.I.P.E., publicado entre 1999 e 2000, a série Stargirl começou a ser exibida em maio deste ano pelo streaming DC Universe e pela emissora The CW, nos Estados Unidos. 

Veja as referências da HQ na Série

A série é bastante fiel aos quadrinhos e conta a história da estudante Courtney Whitmore (Brec Bassinger), que está no ensino médio, e após se mudar para Blue Valley, uma pequena cidade do Nebraska, inspira um grupo de jovens heróis a lutar pela justiça e parar vilões do passado.

A 1ª temporada de Stargirl está chegando ao fim e o seu último episódio será exibido no dia 10 de agosto nos EUA. E se você ainda não assistiu a série, listamos 6 motivos para você começar a assistir:

1- A protagonista é uma mulher 

Um dos pontos positivos do DC Universe é que podemos ver mulheres protagonistas na frente das telinhas e telonas, como Mulher-Maravilha, Supergirl e Batwoman, diferente da Marvel que não investe tanto nas mulheres. Em Stargirl, a protagonista Courtney é uma adolescente aparentemente normal, mas que se torna heroína após a descoberta de um cajado especial que responde à personagem. 

Mesmo sendo jovem, Courtney lida com questões pessoais e sociais que a torna mais madura, mas claro, alguns dramas adolescentes não ficam de fora. 

2- Integração entre duas gerações de super-heróis e super-vilões

Na série podemos ver a Sociedade da Justiça da América (SJA), um grupo de heróis que apareceram na época de Ouro dos quadrinhos, pouco comentado nas telas, já que a DC enfatiza a Liga da Justiça nos seus seriados e filmes. 

O grupo de heróis da SJA incluía as versões originais de Senhor do Destino, Flash, Homem-Hora, Sandman, Gavião Negro, Átomo, Pantera, Sideral e etc. 

Em Stargirl acompanhamos um pouco sobre a vida desses heróis (alguns já morreram) e da segunda geração de heróis, que inclui novos heróis e alguns filhos da geração de Ouro.

Em oposto a SJA, que defende os Estados Unidos, a série apresenta a Sociedade da Injustiça da América (SIA), super-vilões que travaram uma longa batalha com a SJA. 

Na série é nos apresentado alguns membros, como o Onda Mental (Christopher James Baker) e o Geada (Neil Jackson).

3- O talento dos jovens atores

Além da protagonista, Bassinger e do seu padrasto Pat Dugan interpretado pelo ator Luke Wilson, que são ótimos atores e tem feito um papel incrível no seriado. O elenco é composto também por talentosos adolescentes que não deixam a desejar. 

Confira alguns dos personagens do seriado abaixo: 

Cindy Burman (Meg DeLacy) 

A atriz é famosa por interpretar Grace Mullen na série The Fosters e participou de Santa Clarita Diet. Em Stargirl, DeLacy vive Cindy Burman, filha de um super-vilão e popular no colégio. 

Beth Chapel (Anjelika Washington) 

Interpretada pela atriz Anjelika Washington, Beth Chapel é uma personagem inusitada no universo de Stargirl que traz humor e alegria para a série. 

Rick Tyler (Cameron Gellman)

O personagem do ator Cameron Gellman mora com o tio e não tem muitos amigos. Tyler é antisocial, mas as coisas mudam um pouco quando conhece Courtney. 

Yolanda Montez (Yvette Monreal)

Yvette Monreal é uma atriz mexicana e chilena que ganha destaque no elenco por sua atuação em Stargirl. A personagem sofreu bullying no colégio e depois de conhecer Courtney entrará para o time de super-heróis. 

4- A família como base 

Não é só de cenas de lutas e de salvar o mundo que uma série ou filmes de herói sobrevive, outros laços dão ainda mais vida a essas histórias, e nesse caso é a família. 

Courtney não teve uma relação de pai e filha, viveu com sua mãe quando criança, Barbara Whitmore (Amy Smart), até Barbara conhecer Pat Dugan e eles virarem uma família.

Stargirl soube muito bem como explorar as relações familiares entre os “irmãosCourtney e Mike Dugan (Trae Romano), filho do Pat, e principalmente entre Pat e Courtney, que ao longo da série, o padrasto se torna um “mentor” para a adolescente. 

Todas as cenas que mostram a dinâmica na família são agradáveis de assistir e deixam o seriado bem interessante. 

5- Para todas as idades

Stargirl é uma produção leve, bem-humorada e para todas as idades. Os personagens ganham destaque ao longo dos episódios e o talento dos atores faz com que o telespectador fique ansioso para saber o que vai acontecer com os heróis e os vilões. 

A série traz informações sobre heróis do passado que são importantes no presente e esse misto de aventuras vai entretendo quem assiste, principalmente quem é fã de super-heróis. Os efeitos visuais que incorporam a série também ganham destaque. 

6- Só tem 13 episódios!!

Diferente de outras séries da DC que estamos acostumados a assistir com 22 episódios, como Arrow (finalizada em 2020), The Flash, Supergirl e Batwoman, a 1ª temporada de Stargirl contém apenas 13 episódios. 

Por mais que nós amamos ver os super-heróis nas telinhas, o modelo de série com 22 episódios ficou cansativo. Na era do streaming, o que chama mais atenção do público são séries com 8 a 12 episódios. 

Felizmente, a DC não seguiu o padrão das suas séries mais antigas e dá para maratonar Stargirl rapidinho! 

Vale lembrar que a 2ª temporada já está confirmada pela The CW.

Leave a comment

Share This