Lançada em 2017, Dark’ se tornou uma das séries mais aclamadas da Netflix e seu desfecho, ainda que no auge, já estava anunciado para acontecer na 3ª temporada. Segundo os roteiristas, a série teria apenas três ciclos e cada temporada iria explorar um deles.

Após os acontecimentos das duas temporadas passadas, pensando nos fãs que ainda estão meio perdidos na história e nessa dinâmica maluca de viagens no tempo, separamos 10 detalhes importantíssimos, que devem ser cruciais para o desfecho da história e que você precisa prestar atenção para compreender os motivos de ‘Dark’ ser uma das séries mais inteligentes da atualidade.

Nós já assistimos a 3ª temporada de ‘Dark’ antecipadamente e esse texto faz parte do ‘Especial: Dark’, que o Pipocas Club está fazendo até a estreia da nova temporada. Neste especial, que irá sair ao longo do mês, vocês poderão conferir teorias, resumos, explicações e uma crítica completa (e sem spoilers) da série.

Leia também: Especial DARK: 7 teorias que você precisa conhecer sobre a última temporada

Confira no vídeo ou no texto abaixo:

A origem

A tal origem é algo complicado de se entender. Na trama, Jonas acredita que a única forma de salvar seu pai e quebrar o ciclo, que leva ao apocalipse por conta da liberação da matéria escura na usina nuclear, seria encontrando a ponta do nó. O lugar onde tudo começou. Esse ponto de origem poderia ser a tal explicação para compreender os motivos daquela cidade estar presa em um loop temporal. E esse fato é algo que não apenas precisa ser explorado na 3ª temporada, como também deve ser uma parte muito crucial do desfecho, afinal, como encerrar algo que segue de forma contínua?

Até a 2ª temporada, a série segue a ideia de que a tal origem do loop começa quando o Michael, pai de Jonas, comete suicídio se enforcando em casa. A partir desse ponto, começa a jornada dos personagens através do tempo-espaço. Mas será mesmo esse o ponto inicial, já que, no final do segundo ciclo, Jonas descobre que seu pai precisa morrer e que nada pode ser alterado, pois é assim que segue os planos de Adam, ou seja, o ponto de ignição pode ser ainda mais profundo que isso… ou talvez seja simples. Mas é fato: a origem de tudo será o fator mais importante para que tudo possa, de alguma forma, terminar.

Há quem acredita também que o acidente nuclear, que ocorre em 1986, abriu um buraco temporal e foi o ponto de origem para tudo. Será? Há muitas coisas não explicadas quando a história caminha pela década de 1980. Sabemos o que se passa em 1986, mas não sabemos o que ocorre nos anos “quebrados”. É possível que a 3ª temporada possa explorar outros anos, tanto no passado quanto no futuro.

A mulher do lago

Um dos maiores mistérios de Dark é a tal lenda da mulher de vestido que foi morta no lago, na década de 1950. Essa história é contada por Bartosz quando o grupo de jovens estão se divertindo no verão de 2019. Esse fato, que passou despercebido por muita gente, deve ser retomado na 3ª temporada e deve também servir para preencher algumas lacunas da história. Inclusive, o trailer liberado pela Netflix mostra uma cena de uma mulher (que não dá para ver o rosto) atacando outra pessoa em um lago.

Teorias acreditam que essa mulher seja a Hannah (mãe de Jonas), que termina a 2ª temporada nos anos 1950 e decide viver por lá. De alguma forma, ela pode ser assassinada por alguém. Seria pela Katharina? Um fato é certo: há diversas mulheres da década de 50 que podem ser essa tal mulher do lago, pois nunca vemos suas versões velhas, como Katharina, Agnes e até mesmo Hannah.

Aliás, esse fato, além de revelar a identidade dessa tal mulher misteriosa, também deve explicar a origem da medalhinha de São Cristóvão, que se tornou símbolo do amor entre Jonas e Martha. Como bem lembramos, ela é introduzida na história a partir desse ponto, quando o casal a encontra perdida nas margens do lago.

Mas onde está essa medalha quando a 2ª temporada termina? Bem, ela vai para o passado justamente com a Hannah. Será que a atriz confirmou (sem querer) nessa foto que é mesmo a mulher do lago? Ou haverá um plot twist nessa história?

O passado de Charlotte

O passado de Charlotte Doppler ainda segue como um mistério. Ela não conhece seus verdadeiros pais durante boa parte da jornada e foi criada por seu avô H.G. Tannhaus. Diversas teorias apontam que ela pode ser a chave para o desfecho, afinal, por qual motivo a série esconderia a identidade de seus pais por tanto tempo?

Essa falta de informação finalmente se encerra na 2ª temporada, mas de uma forma completamente louca, que deixou mais perguntas do que respostas. Noah não diz quem é a mãe de Charlotte. Na verdade, é Elisabeth Doppler. Charlotte é a filha de sua própria filha, ou a mãe de sua própria mãe – o chamado Paradoxo de Bootstrap, que só é possível com viagens no tempo.

Mas calma que a série começa a caminhar para explicar como isso aconteceu. No final da 2ª temporada, Charlotte finalmente se encontra com sua filha/mãe Elisabeth adulta, quando um portal para 2053 é aberto dentro da usina nuclear, momentos antes do apocalipse. Esse encontro pode mostrar como uma se tornou mãe da outra. É bizarro, mas faz sentido quando pensamos que agora Charlotte se torna uma viajante do tempo e que, possivelmente, pode ir de 2053 para algum ponto no passado. Agora a pergunta que não quer calar é como ela foi parar aos cuidados do senhor Tannhaus. Isso deve ser algo bem importante na 3ª temporada.  

A jornada de Claudia

Talvez a viajante do tempo mais misteriosa de todas, Claudia é uma personagem-chave para compreender como acontece o loop temporal da história. Coisas muito importantes só aconteceram por conta de sua jornada, como por exemplo, a construção da máquina do tempo pelo H.G. Tannhaus. Um pedido dela, quando vem do futuro para 1953 e pede para ele realizar seu pedido, pois esse aparelho será extremamente importante no futuro. Ele leva 30 anos para concluir, mas a mala que contém a máquina do tempo, de fato, é utilizada por inúmeros personagens ao longo de toda a história.

Claudia sabe mais do que qualquer outro personagem, talvez até mais do que Adam, e sua sabedoria pode conter a explicação de como reverter o apocalipse ou onde está o ponto de origem para o looping temporal. Além disso, é ela quem explica para Jonas sobre as viagens no tempo e como deve seguir os caminhos já estabelecidos.

Outro detalhe é o câncer de Regina, a filha de Claudia. A personagem se mantém viva no bunker durante o apocalipse, dando a entender que sua jornada ainda não acabou e que será importante para o futuro da história.

Sic Mundus

Sic Mundus nada mais é do que uma sociedade secreta de viajantes do tempo que já está estabelecida em Winden desde 1921 (o ponto mais ao passado que a série já foi até o momento). O nome é uma referência a uma citação da Tábua de Esmeralda, “Sic mundus creatus est – Assim o mundo foi criado”. A sede da Sic Mundus está localizada em quartos subterrâneos luxuosos acessíveis através de um elevador na igreja da cidade.

Sua origem, sua construção e como será importante para o desfecho da história, ainda é um segredo. Sabemos que Adam é o líder, mas como Jonas se tornou Adam (caso eles sejam mesmo a mesma pessoa!) e como ele se tornou o líder supremo do Sic Mundus? Essas perguntas fazem parte da 3ª temporada e devem ser reveladoras. No trailer do final, liberado pela Netflix, vemos um personagem novo (com um corte no lábio) em três gerações de si mesmo, tacando fogo no Sic Mundus. Seria esse personagem o verdadeiro Adam?

O importante saber antes de assistir a 3ª temporada é: uma origem para o Sic Mundus deverá ser mostrada e, possivelmente, deve avançar ainda mais no passado, indo talvez até mesmo para 1800, já que já foi citado que a sociedade secreta existe a mais de 100 anos. Agora fica a pergunta: como Adam vai parar tanto tempo no passado? Será que tem relação com a dimensão paralela apresentada no final da 2ª temporada?

Ciclos: apenas uma linha do tempo!

Essa informação pode ser meio óbvia, mas muita gente se confunde. Dark não tem múltiplas linhas temporais. A série se passa totalmente em apenas uma linha do tempo, onde o passado, presente e futuro acontecem simultaneamente. É complicado entender esse conceito, mas basta imaginar que vivemos no mesmo dia de ontem e no mesmo dia de amanhã, já que o tempo é apenas um conceito criado. Com isso, a história está sendo contada de diferentes pontos, mas todas em uma mesma linha. Por conta disso, algo que você faz no passado não altera o futuro (o chamado efeito borboleta), já que tudo está acontecendo no mesmo momento.

Algo que deve mudar na 3ª temporada, já que uma nova dimensão foi apresentada, ou seja, um universo paralelo. Nesse mundo inédito, não sabemos ainda como será a linha do tempo e como essa dimensão irá afetar o mundo atual da série, mas é fato que será a chave para o encerramento e possivelmente a resolução de algumas tretas, como o próprio apocalipse.

Um detalhe é entender que a série explora os anos de 33 em 33 anos, pois é dessa forma que a fenda temporal funciona na cidade. Vemos sempre gerações diferentes das mesmas famílias. Será que na 3ª temporada iremos ver o que acontece nos anos “quebrados”? Seria interessante e fundamental para compreender as lacunas e como a história se fecha.

A missão de Adam

Adam talvez tenha esse nome por ser o Adão, já que sabemos que o personagem se chama Jonas. A jornada de como o menino protagonista se torna o senhor desfigurado com as cicatrizes é um mistério. No caso, o conceito de Adão vem da bíblia, talvez por Adam ser o primeiro homem do Sic Mundus ou talvez por ser através dele que o loop temporal nasce, ou seja, “o mundo nasce da costela de Adão”. No trailer da 3ª temporada vemos a Martha de franja (do outro mundo), com a roupa amarela de Jonas e em frente a um quadro de Adão e Eva. Esse detalhe pode indicar duas coisas: nessa nova Terra Jonas não existe e lá, de alguma forma, Martha se torna a líder e, com isso, a tal Eva.

Achamos que sua missão, junto com o seu eu mais novo, é deter o apocalipse, depois descobrimos que ele mentiu e que que, na realidade, manter o apocalipse para que tudo possa acontecer da mesma forma. Repetidas vezes. Para sempre. Mas qual será a missão de Adam nesse desfecho? Ele se tronou o vilão principal da história e, agora que o fim do mundo já aconteceu, qual será sua jornada?

Será que veremos um duelo entre Adam e Eva (Martha)? É possível, dois líderes que desejam coisas diferentes. Talvez através desse confronto tenhamos respostas sobre mistérios ainda complexos. A perfeita união de dois mundos diferentes pode ser também o começo do nó que entrelaça a vida de todos.

A Partícula de Deus

Mais um conceito para ficar de olho antes da 3ª temporada. A massa escura que serve para viajar no tempo, também é o que provoca o apocalipse. Sua origem ainda segue desconhecida, mas certamente será o elo principal para o desfecho da história. Seria alienígena? Ou criada por algum cientista louco?

No mundo “real”, a tal “partícula de Deus” também existe e é um nome popular para o bóson de Higgs. De acordo com a teoria dos físicos François Englert, Robert Brout e Peter Higgs, da década de 1960, partículas elementares como prótons e elétrons têm massa devido às suas interações com a partícula de Deus.

Essa massa misteriosa existe tanto em 2053 quanto em 2020 e sua existência deverá servir para explicar lacunas da história, já que, até o momento, serviu para ser o pivô do apocalipse.

O apocalipse: 27 de junho de 2020

Antes de começar a 3ª temporada, é importante lembrar que a 2ª terminada exatamente quando o tão aguardado apocalipse acontece, no dia é 27 de junho de 2020, coincidentemente o mesmo dia em que o terceiro ano irá estrear na Netflix. Esse evento foi desencadeado após Charlotte e Clausen abrirem os barris que continham lixo nuclear e resíduos da Partícula de Deus.

Deter o tal evento faz parte da jornada de Jonas e será que iremos ver um mundo pós-apocalíptico na 3ª temporada? Inclusive, vale questionar se o apocalipse também ocorreu no outro mundo, de onde vem a Martha de franja. Outro detalhe, já foi revelado que o terceiro ano se passa 3 meses após o “fim do mundo”, ou seja, a trama deve começar em setembro de 2020. Se Jonas foi para outro mundo, será que todos nesse mundo atual irão morrer? Bem, espera-se que sobrevivam apenas o grupo que se escondeu no bunker (será?) e o grupo liderado pelo Jonas mais velho (o Stranger), que viaja no tempo para algum lugar.

Universo paralelo

O conceito foi apresentado no último minuto da 2ª temporada, quando vemos uma Martha diferente, de franja, resgatar Jonas após a Martha atual morrer com um tiro disparado por Adam. Ela diz que vem de “outro mundo”, ou seja, uma dimensão-espelho, onde possivelmente tudo que conhecemos existe, mas de forma diferente.

Fotos dos bastidores da 3ª temporada, postadas pelo elenco no Instagram, comprovam que nesse mundo paralelo o Jonas pode realmente não existir e o grupo de amigos está diferente, Magnus, por exemplo, tem cabelos pretos e o visual dos adultos também está modificado. Em um trecho do trailer, vemos rapidamente a casa de Jonas, porém, com a escada virada para outro lado, ou seja, possivelmente nesse mundo as coisas são opostas e diferentes, como se estivéssemos de frente para um espelho.

Além de brincar com viagens no tempo, agora ‘Dark’ vai viajar entre dimensões. Esse fato pode complicar ainda mais a vida de quem não compreende tanto assim a série, então resta esperar que o desfecho seja mais fácil de ser compreendido e que esse tal mundo paralelo sirva como principal elemento de conclusão. A existência desse mundo nos leva a perguntar se existem outros mundos ou se só poderia haver dois. Isso abre inúmeras possibilidades e poderia até mesmo render uma série derivada, situada em um desses mundos paralelos.

Share This