Um ator demitido da série de sucesso da Showtime, The Chi, que também foi destaque no filme indicado ao Oscar Straight Outta Compton: A História do N.W.A., foi preso por drogas e armas na costa do Mississippi.

Jason Mitchell, que interpretou Brandon Johnson nas duas primeiras temporadas da série a cabo, foi preso na quarta-feira durante uma parada de trânsito em Gulfport, informou o xerife do condado de Harrison, Troy Peterson, em um comunicado à imprensa. Mitchell foi libertado na quarta-feira depois de pagar uma fiança de US $ 150.000.

Os policiais revistaram o carro de Mitchell e encontraram cerca de 1,5 kg de maconha embrulhados em pacotes separados, juntamente com um saco de 1.300 unidades de dosagem de ecstasy, disse Peterson. Os policiais também encontraram uma arma AK-47 e uma pistola Glock 9mm com revistas estendidas, disse ele.

Os registros da prisão não indicavam se ele tinha um advogado que pudesse comentar.

Um representante do ator disse ao TMZ: “As notícias são rápidas e muitas vezes sem todos os fatos. Esse mal-entendido será resolvido em breve. Confiamos que a justiça cega dos sistemas judiciais protegerá os direitos de Jason e permitirá que ele conte sua história. . “

Mitchell, 33, de Nova Orleans, enfrenta várias acusações, incluindo a posse de uma substância controlada com a intenção de distribuir e possuir uma arma de fogo por um criminoso.

Mitchell recebeu elogios da crítica por seu papel como o rapper Eazy-E em Straight Outta Compton, a história sobre a ascensão do grupo de rap NWA, bem como por seu trabalho em Mudbound, de 2017.

Uma terceira temporada de The Chi, um drama sobre a vida em um bairro no lado sul de Chicago, está planejada sem Mitchell, que foi demitido em meio a alegações de má conduta. Detalhes não foram revelados sobre o que ele foi acusado de fazer, embora a criadora do programa, Lena Waithe, tenha mencionado várias menções a assédio sexual em uma entrevista de 2019 no programa de rádio The Breakfast Club.

Ele também foi retirado de vários outros projetos, incluindo o próximo filme da Netflix, Desperado, em meio a alegações de má conduta.

Mitchell negou anteriormente as alegações não especificadas e disse que o movimento #MeToo havia sido usado como uma “arma realmente feia” contra ele.

Share This