Os membros da família do falecido ator de Velozes e Furiosos Paul Walker deram sua bênção para a franquia continuar sem Walker e seu personagem, o ex-agente do FBI Brian O’Conner, após a morte de Walker aos 40 anos de idade em um acidente de carro em 2013, de acordo com o parceiro de franquia, Tyrese Gibson. Gibson, que interpreta o amigo de infância de Brian, Roman Pearce, na franquia de sucesso de bilheteria que volta aos cinemas com o filme Velozes e Furiosos 9 no ano que vem, diz que a saga, em andamento, dirigida pelo astro e produtor Vin Diesel é “para Paul”, que morreu antes de concluir o trabalho no longa dirigido por James Wan, Velozes e Furiosos 7.

“As pessoas dizem que Paul não está nisso, então por que vocês continuam? É exatamente por isso que continuamos, porque mudamos de ideia dizendo que precisamos fazer isso por Paul”, disse Gibson a Maxim. “Mas a maior decisão veio de conversarmos com a família de Paul e eles nos abençoarem. O último filme que Paul fez foi o 7 e depois ver o pai, mãe e irmãos de Paul na estreia de [Velozes e Furiosos 8], apenas envia a mensagem de que eles estão nos apoiando totalmente em todas as etapas”.

Os irmãos de Walker, Cody e Caleb Walker, foram chamados para ajudar a completar a aparição do falecido ator em Velozes e Furiosos 7. O filme terminou com uma homenagem a Walker, que estrelou nos seis primeiros filmes da franquia.

Velozes e Furiosos 9 estava programado para ser lançado em 22 de maio de 2020, antes da Universal Pictures adiar o filme em um ano em meio à crise do coronavírus. O filme agora estreará em 2 de abril de 2021.

Todos os filmes de Velozes e Furiosos estão disponíveis na Netflix.

Fonte: ComicBook

Share This