Toda Luz que Não Podemos Ver | O Hotel das Abelhas existiu na vida real? Entenda

Publicidade

O Hotel das Abelhas serve como sede de vigilância de rádio alemã na minissérie dramática histórica da Netflix, ‘Toda Luz que Não Podemos Ver‘. É o lugar onde o soldado alemão Werner Pfennig opera, mas também ouve secretamente um canal francês onde Marie-Laure lê seu livro. No espetáculo, o local está em grande parte em ruínas devido ao bombardeio estratégico da Força Aérea Americana, que tem como alvo locais específicos com soldados alemães. Mesmo com o telhado desabando, Werner se vê voltando ao local, pois mora lá e trabalha em estreita colaboração com seu rádio. Como parece que há mais na história do hotel, ficamos pensando se é um lugar real.

Hotel das Abelhas é uma criação ficcional de Anthony Doerr

Hotel das Abelhas é na verdade um lugar fictício criado por Anthony Doerr em seu romance de ficção histórica de mesmo nome, no qual a série é baseada. Embora não tenha sido mencionado muito sobre suas origens na série, no livro ele supostamente está localizado na Rue de la Crosse, em Saint-Malo. Na realidade, não existe nenhum Hotel das Abelhas naquele local, mas existem outros hotéis como o Hotel Porte St Pierre no local, que podem não corresponder à descrição, mas funcionam o mais próximo possível de uma contraparte da vida real deste hotel do ponto de vista geográfico.

Nas páginas do romance, o Hotel das Abelhas já foi um lugar alegre com venezianas azuis brilhantes e um café que acabou perdendo o charme com a chegada dos alemães. Vangloriava-se de vistas espetaculares e vastos lobbies com muitos quartos de hóspedes. O hotel recebeu esse nome porque ali morou um corsário rico, que saiu de Saint-Malo para estudar abelhas e voltou como uma espécie de apologista, já que o visual do hotel mudou a partir daí, com tudo lembrando abelhas, inclusive uma fonte em forma de colméia.

Com a chegada dos alemães e, posteriormente, dos bombardeiros americanos, o hotel fictício do livro perdeu todo o brilho e passou a se assemelhar a uma fortaleza. Essa descrição parece mais parecida com o que é retratado na série, já que Werner sempre parece estar trabalhando em um lugar que pode tombar a qualquer segundo. Substituindo todos os aspectos naturalmente belos da forma como o hotel costumava ser, durante a guerra, ele se torna o lar de projéteis de artilharia e canhões antiaéreos. Mesmo que os espectadores e leitores do famoso romance quisessem conectar este lugar com algo real, o Hotel das Abelhas é, em todos os sentidos, um lugar fictício, mesmo que pareça ter uma história profunda ligada a ele.

Leia também:


Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e também no Google News

Quer receber notícias direto no seu celular? Entre para o nosso canal no WhatsApp ou no Telegram.

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: