Som da Liberdade | Site afirma que filme cristão é sucesso por causa de esquema de ingressos fantasmas

Publicidade

Mais uma polêmica! Deixando Hollywood embasbacado com tamanho sucesso de bilheteria, que ultrapassou grandes blockbusters como The Flash e Indiana Jones 5, Som da Liberdade já soma mais de US$ 127,6 milhões nos EUA e tem intrigado os especialistas, uma vez que é um filme bem pequeno e independente.

No entanto, o portal Daily Dot divulgou gráficos bizarros de assentos nas exibições, apontando que o filme está lucrando com vendas falsas de ingressos.

Observou-se que certos padrões de vendas de ingressos estão suscitando questionamentos acerca da autenticidade dos compradores. Há uma teoria da conspiração, sustentada tanto por adeptos quanto por críticos do filme, alegando que os assentos adquiridos não correspondem a espectadores reais.

Diversos cinéfilos relataram suas expectativas frustradas ao aguardar uma exibição em uma sala de cinema cheia, apenas para se deparar com um ambiente vazio.

É importante destacar que o filme vem ganhando destaque entre personalidades políticas conservadoras. O ex-presidente Donald Trump é um exemplo, tendo agendado uma exibição privada em seu resort em Bedminster, Nova Jersey.

No entanto, o longa-metragem está provocando controvérsias, uma vez que os críticos sustentam que ele atrai teóricos da conspiração do QAnon. Estes, por sua vez, defendem a teoria de que um setor obscuro de democratas de alto escalão opera um esquema de tráfico sexual infantil e exerce controle sobre a política e a mídia global.

Sobre Som da Liberdade

Considerado pelos críticos “o filme mais polêmico do ano”, o thriller Som da Liberdade, protagonizado por Jim Caviezel (conhecido por A Paixão de Cristo), ultrapassou a notável marca de US$ 100 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos, após apenas 16 dias de exibição. Com tamanha comoção do público e inúmeras controversias em torno de seu protagonista, será que o longa cristão irá vir para o Brasil?

Segundo o THR, essa data pode estar sendo revelada aos poucos e, na América Latina, deve desembarcar dia 31 de agosto nos cinemas.

“O filme estreia em 18 de agosto na África do Sul, seguido pela Austrália e Nova Zelândia em 24 de agosto. Ele é lançado na América Latina em 31 de agosto, incluindo México, Argentina, Chile, Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Belize, Panamá, Colômbia e Venezuela. Sai em 1º de setembro no Reino Unido/Irlanda e em 11 de outubro na Espanha.”

Apesar da novidade animadora, ainda não está claro se o filme virá para o Brasil nessa data e nem qual distribuidora ficará responsável por seu lançamento por aqui. Novidades devem sair muito em breve.

Confira o trailer:

Alejandro Monteverde é responsável pela direção. O elenco ainda conta com Mira SorvinoBill CampEduardo VerásteguiJavier GodinoJosé Zúñiga e Kurt Fuller.

Polêmicas

Para compreendermos melhor a controvérsia em torno de Sound of Freedom, precisamos conhecer Tim Ballard, a pessoa real na qual o filme se baseia. Ballard, embora não seja muito conhecido no Brasil, é um ex-funcionário do governo americano e fundador da Operation Underground Railroad (O.U.R.), uma organização sem fins lucrativos sediada nos Estados Unidos que luta contra o tráfico sexual. Ballard atribui à sua organização o resgate de milhares de vítimas de tráfico humano – alegação essa contestada pela mídia, que acusa a falta de transparência e exagero nas histórias relatadas por ele.

Assim sendo, uma das primeiras questões debatidas sobre Sound of Freedom começa com a afirmação feita pelo próprio filme de ser baseado em fatos reais. Alguns críticos argumentam que não há documentos comprovando a veracidade dos eventos retratados, acrescentando que Ballard é conhecido por defender teorias da conspiração infundadas, como a existência de uma elite financeira global que sequestra crianças para beber seu sangue com o objetivo de rejuvenescer.

Por outro lado, os defensores de Ballard afirmam que os ataques ao filme são coordenados por essa suposta elite, com o propósito de esconder verdades que preferem manter ocultas. Acusações de censura e críticas infundadas ao filme são as mais frequentes.

Sucesso de bilheteria

Fenômeno! O thriller Som da Liberdade, protagonizado por Jim Caviezel (conhecido por A Paixão de Cristo), ultrapassou a notável marca de US$ 100 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos, após apenas 16 dias de exibição.

Esta produção independente teve uma estreia sólida, arrecadando US$ 14.2 milhões em território norte-americano durante o competitivo fim de semana prolongado do Dia da Independência. Desde a estreia, o filme tem continuamente ganhado proeminência, demonstrando um aumento de 38% na receita no fim de semana mais recente, atingindo US$ 27.2 milhões.

Este é um resultado notável, considerando o desempenho decepcionante das bilheterias americanas durante este verão, que tem visto uma rejeição do público em relação aos grandes blockbusters e franquias. Tal tendência resultou em desapontamentos nas bilheterias, como aconteceu com The Flash e Indiana Jones e o Chamado do Destino.

Leia também:


Já conhece nosso canal do YouTube? Lá tem vídeo quase todo dia. Se inscreve! Dá uma olhada no nosso vídeo mais recente:

Aproveite para nos acompanhar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e também no Google News.

Última Notícia

Mais recentes

Publicidade

Você também pode gostar: