Já está disponível na Netflix a nova aposta da plataforma no gênero terror, Um Clássico Filme de Terror, nova produção original italiana que mistura diversos subgêneros do cinema e entrega um desfecho bastante surpreendente.

Mas será mesmo que tudo faz algum sentido? Será que você entendeu o que diabos acontece no final desse filme? Vamos explicar tudinho!

Leia a crítica de Um Clássico Filme de Terror!

[CUIDADO COM SPOILERS]

O filme começa com os personagens principais; o doutor Ricardo (interpretado por Peppino Mazzotta), Mark e sua namorada Sofia (interpretados por Will Merrick e Yuliia Sobol), Fabrizio (interpretado por Francesco Russo) e Elisa (interpretada por Matilda Lutz) em viagem pelo sul da Itália. Sua jornada chega a uma parada abrupta quando eles batem o carro. Inadvertidamente, eles não têm sinal de telefone e Mark se machuca com o impacto do acidente. Então, é claro, e como acontece em um filme de terror convencional, os personagens começam a vasculhar a cabana local onde todos eles acordam longe da estrada. Eventualmente, no sótão, eles encontram uma menina muda, com a língua cortada, que está dentro de uma espécie de ninho em forma de ovo.

Luzes vermelhas aparecem do lado de fora e sirenes começam a tocar. Escondidos no sótão, todos observam quando, em um momento digno de Jogos Mortais, Mark tem as pernas quebradas e os olhos arrancados por dois estranhos vestidos com máscaras e mantos pretos.

Um novo membro

Com a garota muda se juntando a eles, o grupo foge pela floresta. É quando eles encontram dezenas de carros abandonados. Uma coisa é clara: o grupo atual não foi o primeiro grupo de pessoas neste lugar misterioso. Pouco depois, as tensões começam a surgir dentro do grupo, com Sofia repreendendo Ricardo por não ter salvado a vida de Mark. Embora, na opinião de Richardo, Sofia não tenha lutado o suficiente pela vida dele no momento que estavam escondidos. Cruel! Elisa então descobre que o nome da menina é Chiara. Chiara escreve que “não é uma floresta”.

Fabrizio oferece um pouco de cerveja ao grupo antes que todos se deem ao luxo de tirar uma soneca no sótão. Elisa é rudemente acordada pelas luzes vermelhas e sirenes estridentes. Desta vez, no entanto, ela percebe que uma multidão de indivíduos mascarados está do lado de fora. Sofia e Ricardo estão amarrados a troncos em um palco e não demora muito para que eles tenham seus olhos arrancados. Seus olhos são colocados em uma máscara de madeira e deixados no topo de uma estátua de palha. Elisa observa impotente enquanto Sofia e Ricardo têm suas gargantas cortadas.

Uma revelação chocante

Questionando por que ela nunca acordou quando Sofia e Ricardo foram pegos, Elisa pergunta a Fabrizio o que ele colocou na cerveja. Ele a abraça, mas Elisa arranca um fone de ouvido de sua orelha e, ao ouvi-lo, descobre que ele está seguindo instruções. Fabrizio encara a parede e diz com frieza: “levem ela”. A parede se abre com Elisa levada por um dos mascarados.

Pregada a uma cadeira de rodas, Elisa está na ponta de uma mesa de jantar externa. A “mamãe” (interpretada por Cristina Donadio) faz um brinde aos três reis. Elisa chora de dor, apenas para ser recebida por protestos dos convidados do jantar. A mãe os silencia e fica ao lado de Elisa. Ela diz a Elisa que os convidados do jantar estão muito felizes porque ela cuida deles (não parecem muito felizes), mas acrescenta que a Máfia já não é mais o que era antes.

Depois do jantar, Elisa vê Fabrizio aparecer em uma grande TV. Ela descobre que tudo estava sendo gravado e ele explica como este é seu filme e que pegou os três fundadores da Máfia e os transformou em sua versão de “Freddy, Jason e Leatherface”. A TV desliga. Elisa lentamente liberta as mãos dos pregos da cadeira de rodas e se esgueira para dentro de uma das muitas barracas no campo. Dentro, Elisa encontra uma câmera e algumas máscaras idênticas às usadas pelas pessoas que mataram Sofia e Ricardo.

Fabrizio fica furioso ao descobrir que Elisa desapareceu e expressa sua raiva a Chiara dentro de uma pequena van. Em uma revelação tortuosa, Fabrizio e Chiara são, na verdade, irmãos, com a “mamãe” sendo sua mãe real. Mal sabem eles que Elisa está lá fora os ouvindo. Fabrizio recebe mensagem pelo walkie-talkie; Elisa é desejada no set.

É apenas um filme! 

Nesse ponto, descobrimos que tudo não passa de um filme que Fabrizio está realizando, uma vez que disse que gostaria de “fazer cinema”. Ele utiliza a máfia de sua mãe para pegar pessoas e poder matá-las na frente das câmeras durante as gravações do seu filme de terror.

Chiara sai do trailer, onde encontra, parada ao lado de uma gravadora, Elisa, armada com uma espingarda e usando uma máscara. Chiara é morta a tiros e Fabrizio leva um tiro na perna. Fabrizio quer encontrar uma solução onde possa sobreviver. Elisa diz para ele não se preocupar, “é só um filme”, e atira na boca dele.

Elisa foge pela floresta, e sirenes começam a soar quando ela encontra um menino usando boias nos braços. Ele foge dela apavorado. Elisa o segue e se encontra em uma praia lotada. Famílias que estão no lugar começam a gravar Elisa, que finalmente recupera o sinal de seu celular. A história termina com ela mergulhando no oceano e segurando sua barriga, afinal, durante todo esse tempo ela estava grávida e – depois do que passou e sobreviveu – ela decide manter seu filho.

O que diabos é Bloodflix?

Como uma espécie de paródia, há uma cena de um jovem assistindo ao filme em um site chamado Bloodflix, que parece estar localizado na Deep Web. Antes disso, ele lê comentários dos usuários em um chat, que chamam o filme de “cópia”, entre outros comentários negativos. O menino vê algumas partes de Um Clássico Filme de Terror (mas vale ressaltar que ele assiste o filme que estava sendo feito por Fabrizio e não o mesmo que nós estamos vendo) e depois dá um “deslike” como forma de ter reprovado o que acabou de assistir.

Todo esse momento não passa de uma piada, como se o tal filme, que estava sendo feito por Fabrizio – com assassinatos reais e que culmina com sua morte no final – tivesse sido realmente lançado na internet, mas não na Netflix por conta de seu teor de violência. O filme está disponível em uma versão mais “macabra” da plataforma de streaming.

Um Clássico Filme de Terror já está disponível na Netflix.

Leave a comment

Melhores séries Rua do Medo: 1666 – PARTE 3 – Final #Crítica Atypical Interrompemos a Programação #Crítica Viúva Negra HBO Max Luca Prime Day! Pedro DOM
Melhores séries Rua do Medo: 1666 – PARTE 3 – Final #Crítica Atypical Interrompemos a Programação #Crítica