Desde a formação do paredão, o clima na casa esquentou e pesou para a eliminação de hoje. Após escutar um discurso sobre black power e a luta de pessoas pretas na sociedade, Rodolffo é eliminado com 50,48% dos votos do BBB21

No último domingo, a paraibana Juliette escapou do paredão, e o cantor sertanejo disputou a permanência com seu amigo Caio e contra Gilberto. No entanto, atitudes homofóbicas e racistas do cantor foram, finalmente, levadas em consideração para sua saída do programa. Já o fazendeiro Caio levou 44,09% dos votos, e Gil ficou com menos de 6%.

Entenda a saída de Rodolffo:

O artista enfrentava seu quarto paredão e já estava na mira do público. Depois da saída de Carla Diaz e Sarah, chegou a vez do cantor. Com mais de 416 milhões de votos, o público decidiu eliminá-lo. 

Um dos pontos cruciais para essa eliminação foi a fala racista sobre o cabelo do João Luiz, comparando-o com a peruca do monstro. O assunto virou pauta no jogo da discórdia, se estendeu pela casa durante a madrugada, fora da casa nas redes sociais e discurso do Tiago Leifert antes da eliminação. 

O apresentador explicou sobre a fala errada do cantor, sem usar a palavra racismo, e ressaltou a luta de pessoas negras na sociedade, utilizando do black power como resistência. Contudo, parece que mesmo depois de escutar João Luiz, Camilla de Lucas e Tiago Leifert, o cantor Rodolffo continua sem querer entender e aprender com o erro. Pois, logo após o discurso do Tiago, o cantor falou novamente sobre “não ter cabelo liso”. 

Confira o discurso de Tiago Leifert:

Pois é, talvez Rodolffo não entenda ou mesmo não queira entender, mas que o discurso do apresentador tenha feito sentido para outras pessoas com o mesmo pensamento racista do cantor. 

Amanhã tem festa da líder Viih Tube, e quinta-feira tem novamente prova do líder. Fique ligado nas nossas redes sociais para saber tudo que acontece no Big Brother Brasil.

Leia mais: O Paraíso e a Serpente | Conheça a nova série da Netflix baseada em fatos reais. 

Melhores Filmes da Netflix em 2021 Melhores séries Rua do Medo: 1666 – PARTE 3 – Final #Crítica Atypical Interrompemos a Programação