Melissa Benoist revelou que é uma sobrevivente da violência doméstica em uma série de postagens no seu perfil no Instagram.

Em um longo vídeo no IGTV intitulado “A vida nem sempre é o que parece”, a atriz de Supergirl falou pela primeira vez sobre sua experiência com abuso doméstico, que ela disse ter ocorrido durante vários meses com um homem com quem estava em um relacionamento.

Benoist não nomeou o suposto autor, dizendo apenas que ele era mais jovem que ela. Segundo a estrela, o abuso começou como uma manipulação emocional na forma de ciúmes de quem ela estava conversando ou trabalhando. O homem bisbilhotava seu telefone e pedia para ela trocar de roupa antes de sair para evitar que as pessoas olhassem para ela.

Cerca de cinco meses após o relacionamento, diz Benoist, as coisas evoluíram para violência física. No vídeo, ela descreve várias ocasiões em que foi “presa e golpeada repetidamente, socada com tanta força que senti o vento sair de mim, arrastada pelos meus cabelos pela calçada, com a cabeça esmagada até que minha pele quebrou, bateu contra a parede com tanta força que o drywall quebrou, engasgou.” Benoist diz que acabou revidando.

“O que eu passei causou uma mudança tectônica na minha visão da vida”, explicou ela. “Ele me ensinou o que é amor e não é. A força que eu sou capaz. A violência que eu sofri e, sim, até tolerou. As mentiras que contei, a proteção que dei ao meu agressor.

Ela concluiu: “Todas essas facetas pintam o retrato sombrio e sinistro daquela época da minha vida, mas recusar esses hábitos e quebrar esse ciclo foi a escolha mais gratificante e fortalecedora que já fiz para mim. Vou me curar disso pelo resto da minha vida, e tudo bem.

Em uma declaração em seu Instagram, ela agradeceu a todos que assistiram ao vídeo e disse que foi incentivada a compartilhar sua história porque queria aumentar a conscientização. “A longa e sinuosa estrada de cura e reconciliação me levou a este momento em que me sinto forte o suficiente para falar sobre minha experiência de maneira aberta, honesta e sem vergonha”, escreveu ela. “Ao compartilhar minha história, espero poder capacitar outras pessoas a procurar ajuda e se livrar de relacionamentos abusivos. Todo mundo merece ser amado sem violência, medo e dano físico.”

Benoist terminou sua anotação com um apelo para que outros sobreviventes buscassem ajuda. “Se você estiver em crise e precisar de assistência para encontrar uma saída segura, ligue para a linha direta de violência doméstica: 1-800-799-SAFE”, escreveu ela. Benoist também compartilhou um link com o futureswithoutviolence.org, uma organização sem fins lucrativos que ajuda a aumentar a conscientização sobre a violência doméstica e sobre como interromper o ciclo de abuso.

Fonte: EW

Share This