O sucesso de bilheteria Coringa alcançou outro marco no sábado, ao ultrapassar a marca de US$ 900 milhões na venda de ingressos em todo o mundo.

O filme para maiores do diretor Todd Phillips, estrelado por Joaquin Phoenix no papel-título, é uma grande vitória para a Warner Bros. e a DC, principalmente porque não é um filme tradicional de super-heróis.

O Coringa, que custou relativamente modestos US $ 60 milhões para produzir antes do marketing, agora tem a garantia de gerar lucros de US $ 500 milhões ou mais para a Warner e os parceiros Village Roadshow e Bron Studios.

O filme terminou no domingo com uma estimativa global de US$ 934 milhões, incluindo US$ 299,6 milhões no mercado interno e US$ 634,4 milhões internacionalmente.

O filme solo do vilão quebrou uma série de recordes desde sua estreia em outubro, incluindo a passagem de Deadpool (US $ 783 milhões) para se tornar o título para maiores de maior bilheteria de todos os tempos, não ajustado pela inflação.

Analistas de bilheteria dizem que Coringa agora tem uma chance de se aproximar de US$ 1 bilhão até o final de sua exibição nos cinemas.

Em termos dos filmes de super-heróis com maior bilheteria de todos os tempos, o Coringa superou o Homem-Aranha 3 (US $ 895 milhões) para ficar em 13º lugar, não ajustado pela inflação. É também o quarto título DC de maior bilheteria de todos os tempos, atrás de Aquaman (US $ 1,14 bilhão), Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (US $ 1,08 bilhão) e Batman: O Cavaleiro das Trevas (US $ 1 bilhão), sem ajustes.

Coringa é o lançamento da Warner com maior bilheteria de todos os tempos em 10 mercados e o título de maior bilheteria da DC em 36. É o filme número 1 na Europa há cinco semanas e superou Batman v Superman: A Origem da Justiça para se tornar o maior bilheteria de filmes da Warner e DC na região da América Latina.

Sobre o Filme

Coringa é centrado no icônico arqui-inimigo e traz uma história original e independente nunca antes vista nos cinemas. A visão de Phillips sobre Arthur Fleck (Phoenix), um homem desprezado pela sociedade, não é apenas um corajoso estudo de personagem, mas também um conto de advertência mais amplo.

O filme também é estrelado por Zazie Beetz (“Deadpool 2”), Frances Conroy (série de TV “American Horror Story”, série da Hulu “Castle Rock”), Marc Maron (séries de TV “Maron” e “GLOW”), Bill Camp (“Operação Red Sparrow”, “A Grande Jogada”), Glenn Fleshler (séries de TV “Billions” e “Barry”), Shea Whigham (“O Primeiro Homem”, “Kong: A Ilha da Caveira”), Brett Cullen (“42 – A História De Uma Lenda”, série da Netflix “Narcos”), Douglas Hodge (“Operação Red Sparrow”, série de TV “Penny Dreadful”) e Josh Pais (do inédito “Motherless Brooklyn”, “Despedida em Grande Estilo”).

Phillips (da trilogia “Se Beber, Não Case!”) dirige o filme a partir de um roteiro que ele coescreveu com Scott Silver (“O Vencedor”), baseado nos personagens da DC. O filme é produzido por Phillips e Bradley Cooper, através de sua produtora, Joint Effort, e Emma Tillinger Koskoff. Os produtores executivos são Walter Hamada, Michael E. Uslan, Aaron L. Gilbert, Joseph Garner, Richard Baratta e Bruce Berman.

Nos bastidores, somam-se a Phillips o diretor de fotografia Lawrence Sher (do inédito “Godzilla II: Rei dos Monstros”, trilogia “Se Beber, Não Case!”), o desenhista de produção Mark Friedberg (“Selma – Uma Luta pela Igualdade”, “O Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro”), o editor Jeff Groth (“Cães De Guerra”, “Se Beber, Não Case! Parte III”) e o figurinista vencedor do Oscar Mark Bridges (“Trama Fantasma”, “O Artista”).

Uma apresentação da Warner Bros. Pictures em associação com a Village Roadshow Pictures e a BRON Creative, uma produção da Joint Effort, um filme de Todd Phillips, Coringa está em cartaz nos cinemas brasileiro.

Fonte: THR

Spread the love
Share This