Continuando nossa lista de indicações para assistir em outros serviços de streaming, vamos falar hoje do Globoplay.

O Globoplay é o serviço de streaming do grupo Globo e se você pensa que só vai encontrar produções da Globo lá, está enganado. Claro que esse conteúdo é maioria e lá você vai encontrar diversas novelas, minisséries e os jornais.

Mas, para competir na guerra do streaming, o Globoplay resolver licenciar diversas séries americanas e distribuir aqui no Brasil.

Então hoje vou indicar cinco séries que estão disponíveis lá que você pode maratonar hoje mesmo. Assista no vídeo abaixo ou confira o texto:

A primeira indicação é Killing Eve, série estrelada por Sandra Oh, famosa por seu papel em Grey’s Anatomy. Na série, Sandra interpreta uma agente secreta que mergulha numa caçada incansável, quase ao estilo Tom e Jerry, pela assassina procurada internacionalmente, Vilanelle. Tudo parece muito fácil se não fosse o fato de que uma fica extremamente obcecada pela outra. A série já garantiu o Emmy deste ano de Melhor Atriz Coadjuvante para a Jodie Comer que faz a Vilanelle e o Globo de Ouro de Melhor Atriz para Sandra Oh. Killing Eve tem duas temporadas de oito episódios, rapidinho você maratona.

Essa indicação vai pra quem é fã de Grey’s Anatomy e adora uma série médica. Estou falando de The Good Doctor, uma das séries americanas de maior sucesso atualmente. The Good Doctor é estrelada por Freddie Highmore, o Norman Bates lá de bates motel, que faz o papel do doutor Shaun Murphy, um jovem cirurgião com síndrome de Savant que se muda de uma vida tranquila no interior para se juntar à unidade cirúrgica de um hospital de prestígio. Sozinho no mundo e incapaz de se conectar pessoalmente com aqueles que o rodeiam, Shaun usa seus dons médicos extraordinários para conquistar seus colegas e salvar as vidas dos pacientes. Prepara os lenços e vai maratonar! A terceira temporada estreou recentemente nos Estados Unidos e as duas primeiras já estão lá no Globoplay.

Manifest entrou recentemente no catálogo do Globoplay e foi a série estreante de maior audiência na temporada 2018/2019 nos EUA. Considerada por muitos até como a nova Lost, por causa de seu supsense sobrenatural a série fala sobre um grupo de pessoas que sobrevive a um voo turbulento apenas para, ao chegar na terra em segurança, perceber que o que para eles pareceu algumas horas no ar, na verdade foram cinco anos para o resto do mundo. Suas famílias acreditavam que eles estavam mortos e já haviam perdido toda a esperança, mas agora eles recebem uma segunda chance. Tentando se acostumar com suas novas realidades, esses passageiros se veem parte de mistérios mais profundos do que jamais poderiam imaginar. Manifest é estrelada por Josh Dallas, o príncipe encantado de Once Upon a Time e é inspirada livremente no desaparecimento do avião da Malaysia Airlines (claro que com muita viagem nas ideias ai né).

Se você ainda não assistiu The Handmaid’s Tale você tá completamente errado nessa vida. Vou finalizar essa lista com a série que fez um rapa nas premiações da temporada 2017/2018 e não é pra menos. Baseada na obra de Margaret Atwood, a série se passa na distopia de Gilead, uma sociedade totalitária que foi anteriormente parte dos Estados Unidos. Enfrentando desastres ambientais e uma taxa de natalidade em queda, Gilead é governada por um fundamentalismo religioso que trata as mulheres como propriedade do estado. Como uma das poucas mulheres férteis restantes, Offred (interpretada pela maravilhosa Elisabeth Moss) vive na casa do comandante Waterford como uma aia, uma das castas de mulheres forçadas à servidão sexual como uma última tentativa desesperada para repovoar um mundo devastado. nessa sociedade aterrorizante onde uma palavra errada pode acabar com sua vida, Offred vive entre comandantes, as suas mulheres cruéis e seus servos – onde qualquer um poderia ser um espião de Gilead – tudo com um único objetivo: sobreviver e encontrar a filha que foi tirada dela. Essa não é uma série para maratonar tá? Ela tem que ser assistida lentamente, degustada, refletida, e qualquer semelhança com a política atual no mundo pode ser mera coincidência.

Spread the love

Comments

comments

Share This