De acordo com o site Page Six, a atriz Gal Gadot só fará parte de Mulher-Maravilha 2  se Brett Ratner, que produziu o primeiro filme, seja retirado da equipe.

Segundo a fonte do site, Gadot está assumindo uma posição forte sobre o assédio sexual em Hollywood e não quer que Mulher-Maravilha seja usado para beneficiar um homem acusado de má conduta sexual.

Ela é dura e está de acordo com seus princípios. Ela também sabe que a melhor maneira de abater pessoas como Brett Ratner está no bolso. Ela também sabe que a Warner Bros. tem que acompanhar essa questão à medida que ela se desenvolve. Eles não podem ter um filme enraizado no empoderamento das mulheres sendo co-financiado por um homem acusado de má conduta sexual contra as mulheres “.

Na semana passada, a Warner Bros. anunciou que estava cortando os laços com Ratner, em meio a várias alegações de assédio sexual proferidas contra ele por atrizes, como Olivia Munn e Natasha Henstridge. Ratner negou veementemente as alegações através de seu advogado, Marty Singer.

No início deste mês, Gadot postou essa imagem em seu perfil no Instagram:

“O assedio e o assédio sexual são inaceitáveis! Estou de pé por todas as mulheres corajosas que enfrentam seus medos e falando. Juntos, estamos de pé. Estamos todos unidos neste momento de mudança “.

A assessoria da atriz não se pronunciou sobre a matéria, porém a Warner alegou que as informações são falsas.

Comments