Em algum lugar no futuro próximo, a jovem Huck (Matilde Hernandez) usa uma máscara para conseguir esconder que é uma menina, pois as mulheres estão desaparecendo gradativamente na sua cidade. A sobrevivência da garota e dos seus amigos é o mote do filme “COMPRA-ME UM REVÓLVER”, de Julio Hernández Cordón, que estreia em 16/05, com distribuição da Pandora Filmes.

No longa, Huck ajuda o pai viciado a cuidar de um campo de beisebol abandonado, onde os traficantes se encontram para jogar. O pai tenta protegê-la dos perigos daquela realidade, mas é o grupo de garotos amigos o grande aliado da menina. Juntos, eles vão ter que lutar para superar as dificuldades da vida e derrotar a máfia local.

Eu queria fazer uma homenagem a todas as histórias que alimentaram minha imaginação quando eu era criança: Mad Max, As Aventuras de Huckleberry Finn, O Senhor das Moscas, Os Garotos Perdidos de Peter Pan, o beisebol, paisagens desoladas e filmes de gangster. Eu queria fazer um filme – quase uma carta – de um pai que se reconhece imperfeito, mas profundamente amoroso. A única coisa que este homem tem que pode ser herdada é a sua sorte e o seu instinto de sobrevivência. Eu acho que o filme é uma história sobre amor e paternidade no âmbito de um lugar sem regras ou governo. Onde a lei do mais forte reina, onde nada importa, exceto tentar escapar da morte. Esta história é também uma desculpa para falar sobre o México sem lei e selvagem em que as instituições são invisíveis; em que as vidas das pessoas dependem do humor dos criminosos – conta o diretor.

COMPRA-ME UM REVÓLVER teve sua estreia mundial no último Festival de Cannes, onde foi exibido na Quinzena dos Realizadores. O diretor mexicano Julio Hernández Cordón é um dos mais premiados diretores latinos de sua geração, seu filme anterior “Te Prometo Anarquia” foi exibido e premiado em dezenas de Festivais ao redor de mundo.

Comments