A Netflix adicionou mais de 9,6 milhões de assinantes durante os primeiros três meses do ano, mas alertou que o próximo trimestre poderá apresentar um crescimento mais lento.

A empresa, que deveria adicionar apenas 9 milhões de membros durante o período, agora tem 148,9 milhões de membros pagantes. 2018 terminou com 139 milhões de membros pagantes.

Durante o primeiro trimestre, a Netflix teve receita de US$ 4,5 bilhões, 22% a mais que no ano anterior, e teve lucro de 76 centavos por ação. Esperava-se que a Netflix gerasse receita de US$ 4,5 bilhões e lucros de 57 centavos por ação.

As ações da empresa estavam sendo negociadas até 6% após o expediente no relatório de lucros, embora as ações tenham se estabilizado em torno de 1%. O desempenho do mercado de ações da Netflix está frequentemente ligado à preocupação do investidor com a capacidade de continuar crescendo em ritmo acelerado, e para o segundo trimestre projetou que adicionará apenas 5 milhões de novos membros, uma queda de 8% ao ano. O trimestre suave surge à medida que aumenta a concorrência de streaming para a empresa, com novos participantes na briga como Apple, Disney, WarnerMedia e NBCUniversal a caminho.

O período de três meses de abril a junho também é quando a Netflix está lançando um aumento de preço para a maior parte dos assinantes dos EUA. As mudanças nos planos de preços, anunciadas em janeiro, estão entrando em vigor nos EUA, no Brasil, no México e em partes da Europa. A empresa diz que a resposta nos EUA “é como esperávamos”, com adições brutas não afetadas, apesar de algum churn de curto prazo.

Fonte: THR

Comments