A Netflix embarcou no projeto da SK Global Entertainment para exibir o dramático resgate das crianças tailandesas da caverna de 2018. Ele agora é considerado uma série Original da Netflix, em vez de um filme.

A notícia foi anunciada quinta-feira pelo tenente-general Werachon Sukondhapatipak, um representante da junta governante da Tailândia. Ele disse que as autoridades concederam direitos exclusivos e vitalícios para o contato direto com os 12 meninos e seu treinador de futebol, que ficaram presos por duas semanas em junho e julho do ano passado em cavernas inundadas perto de Chiang Mai. Ele disse que os 13 receberiam cerca de US$ 94.000 com quantias adicionais pagas a outras organizações envolvidas no resgate.

“Podemos confirmar que estamos trabalhando em uma minissérie original com a SKE Global e a 13 Tham Luang Company Limited para trazer a incrível história do resgate da caverna na Tailândia para o público mundial na Netflix”, disse um porta-voz da Netflix à Variety. A mídia tailandesa informou que os canais digitais locais teriam o direito de fazer uma transmissão única do primeiro episódio da série.

O governo militar passou vários meses analisando os pedidos para fazer uma versão oficial dos eventos no cinema. Em um estágio, mais de seis empresas incubaram projetos de filmes de resgate de cavernas, embora alguns pareçam ter desistido.

A Pure Flix Entertainment foi a primeira a sair, anunciando um projeto menos de um mês após o resgate, em grande parte bem-sucedido. A Universal Pictures anunciou em setembro que havia se aliado a Michael De Luca e Dana Brunetti, afirmando na época que havia adquirido os direitos vitalício do técnico Ekkapol Chantawong, do Dr. Richard Harris, do Dr. Craig Challen e dos 12 membros do time Wild Boar.

O diretor e produtor tailandês, Tom Waller, provavelmente será o primeiro com um filme completo. Seu filme “The Cave” foi gravado no ano passado e está em fase de pós-produção.

Fonte: Variety

Comments