Vidro | Cenas gravadas no Brasil não foram utilizadas e entristece moradores

Vidro chegou aos cinemas para encerrar a trilogia composta também por Corpo Fechado e Fragmentado. (Leia a nossa crítica)

O longa teve cenas gravadas no Brasil, em março do ano passado no Beco das Moças, em Rubem Berta, zona norte de Porto Alegre.

A locação utilizada foi o Bar Araújo – os proprietários do estabelecimento, Dilva Araújo e Paulo Silva, foram convidados a fazer uma participação no longa. As imagens porém não foram utilizadas no corte final do filme.

Dona Dilva, sem saber da edição foi assistir ao filme e se decepcionou com o corte das imagens gravadas em seu bar.

– O sentimento é de frustração. Não é o que eu esperava. Não foi nada parecido do que disseram para nós. Eu e meu marido participamos, mas não tem nada a ver com esse filme aí. Faz parte.

Na cena em questão, ela e o marido atendiam um jovem que corre dentro do bar. Mesmo que sua participação não tenha entrado no longa, Dilva acredita que a experiência de quase estar em um filme foi maravilhosa:

– Foi muito, muito bom. Valeu a pena. Curtimos bastante a experiência. Almoçamos todos juntos. Adorei o pessoal da produção. Shyamalan era legal, mas quem eu entendia mais eram os brasileiros (produtores e assistentes). Esse indiano falando era um horror.

Sobre o filme

M. Night Shyamalan reúne as histórias de dois de seus filmes de destaque — Corpo Fechado (Unbreakable), de 2000, da Touchstone Pictures e Fragmentado (Split), de 2016, da Universal — em um novo e explosivo suspense dos quadrinhos: Vidro (Glass).

De “Corpo Fechado”, Bruce Willis retorna como David Dunn e Samuel L. Jackson como Elijah Price, também conhecido por seu pseudônimo: Mr. Glass. James McAvoy Sliver, que reinterpreta seu papel como Kevin Wendell Crumb e as múltiplas identidades que residem nele, e Anya Taylor-Joy como Casey Cooke, a única prisioneira que sobreviveu a um encontro com a Besta.

Após a conclusão de “Fragmentado”, “Vidro” encontra Dunn perseguindo a figura sobre-humana Besta em uma série de encontros cada vez mais intensos, enquanto a presença sombria de Price emerge como um articulador escondendo segredos fundamentais para ambos personagens.

Completando o elenco, Spencer Treat Clark e Charlayne Woodard de “Corpo Fechado”, que retomam seus papéis do filho de Dunn e mãe de Price, assim como a vencedora de um Globo de Ouro Sarah Paulson (da série “American Horror Story”).

Essa fascinante culminância de filmes que são hit mndiais são produzidos por Shyamalan e Jason Blum da Blumhouse Production, que também produziu os dois primeiros filmes do autor e diretor para a Universal. Novamente, Ashwin Rajan Marc Bienstock também se juntam como produtores, e Steven Schneider é o produtor executivo.

Uma produção de Blinding Edge Pictures e Blumhouse, “Vidro” será lançado internacionalmente pela Buena Vista International e já está em cartaz nos cinemas do Brasil.

Share This