A Chooseco, LLC, editora de livros infantis que possui a marca para “Choose Your Own Adventure” (Escolha a sua própria aventura), entrou com uma ação contra a Netflix sobre o filme interativo, Black Mirror: Bandersnatch.

De acordo com uma queixa apresentada no tribunal federal de Vermont, na sexta-feira, Chooseco usa a marca desde os anos 80 e já vendeu mais de 265 milhões de cópias de seus livros Choose Your Own Adventure.

O autor afirma que a 20th Century Fox atualmente possui um contrato de opções para desenvolver uma série interativa baseada na série Choose Your Own Adventure, e que, a partir de 2016, a Netflix buscou ativamente uma licença.

“A Chooseco e a Netflix se engajaram em negociações extensas que estavam em andamento há vários anos, mas a Netflix não recebeu uma licença“, afirma a reclamação. “Pelo menos uma vez antes do lançamento do Bandersnatch , a Chooseco enviou uma solicitação por escrito para a Netflix pedindo à Netflix para parar de usar a marca CHOOSE YOUR OWN ADVENTURE em conexão com seus esforços de marketing para outro programa de televisão.”

Chooseco alega que a Netflix está se beneficiando de uma associação com sua marca icônica, e que Black Mirror: Bandersnatch, que permite ao público selecionar a direção do enredo, tem sido amplamente discutido na imprensa como sendo conectado à frase “Escolha sua própria Aventura.”

Além disso, Chooseco aponta na queixa para uma cena em que Stefan Butler, o personagem principal, está se preparando para lançar um videogame que ele deseja desenvolver. Ele está explicando ao pai que o jogo é baseado no trabalho de um livro fictício. O pai diz que o autor deve ser bom porque seu filho está sempre “pulando para frente e para trás”.

Butler responde: “Não, é um livro ‘Escolha a sua própria aventura'”.

Se isso pode ou não suportar reivindicações válidas de marca registrada, ainda não se sabe. Chooseco diz que os telespectadores de Bandersnatch ficaram confusos sobre a associação com sua famosa marca e que, consequentemente, a Chooseco sofreu danos à reputação por meio da conexão com a série sombria Black Mirror da Netflix .

A Netflix ainda não respondeu a um pedido de comentário. O serviço de streaming provavelmente se defenderá apontando para subsídios para uso justo descritivo. A Netflix também evitou usar “Choose Your Own Adventure” na publicidade de Bandersnatch, e provavelmente também haverá atenção do tribunal no teste de Rogers, em que algo de relevância artística só é sinalizado se o uso da marca for explicitamente enganoso quanto à sua origem.

Alegando infração, diluição e concorrência desleal, a Chooseco exige pelo menos US$ 25 milhões em danos ou lucros da Netflix, o que for maior. O autor também pede uma medida cautelar.

Ao longo dos anos, a Chooseco tem policiado ativamente o uso de sua marca. Cerca de uma década atrás, a editora processou a DaimlerChrysler por usar o slogan “Escolha sua aventura” em uma campanha para os jipes. Esse caso foi resolvido mais tarde.

Fonte: THR

Comments