Prisioneiro da Liberdade | Fabrício Boliveira viverá Luiz Gama em novo filme de Jeferson De

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text]

Baseada na história real de Luiz Gama, a produtora Paranoid se prepara para filmar no final de janeiro de 2019 o longa-metragem, Prisioneiro da Liberdade, do diretor Jeferson De, o mesmo diretor de Bróder (2010) e O Amuleto (2015). A obra, que tem roteiro assinado por Luiz Antonio F. Neto, será protagonizada por Fabrício Boliveira, além de contar com Zezé Mota na pele de Francisca, negra livre e vendedora de ovos, e Caio Blat no papel de Rui, estudante de direito e admirador do Dr. Luiz Gama, entre outros nomes.

Com roteiro de Luiz Antonio F. Neto, numa coprodução com a Globo Filmes, em associação à Buda Filmes e distribuição da Elo Company, Prisioneiro da Liberdade contará a história de um homem negro que, apesar de nascer livre, é vendido pelo próprio pai aos dez anos em um acerto de dívidas, e sofre na pele tudo o que significa ser um escravo. Esse mesmo homem consegue se alfabetizar, estudar e se tornar um dos mais respeitados advogados da história: um intelectual que conquistou não apenas sua própria liberdade, mas também a de outros 500 escravos nos tribunais, se transformando em ícone da luta pela abolição da escravatura.

“É fundamental apresentarmos, e pela primeira vez no cinema nacional, a biografia de um homem negro e a sua contribuição intelectual para o Brasil. Além disso, precisamos cada vez mais amplificar essa parte da história brasileira, que é tão importante para seu povo, principalmente para nós, afrodescendentes”, conta o diretor que foi apresentado ao roteiro por Heitor Dhalia, cineasta e sócio da Paranoid. “O filme mostrará a vida de um ser humano com diversos talentos, com uma inteligência fora da curva, um abolicionista, poeta e advogado, apresentando a família e a força de Luiz Gama, que diante de ameaças de morte, não negou a luta por um país justo para todos, tal qual desejamos ainda hoje”, completa Jeferson De.

Com locações em Paraty (RJ), Cunha (SP) e Paratinga (BA), as gravações terão duração de um mês, sob uma equipe e elenco formados majoritariamente por profissionais negros. Além de Fabrício Boliveira, Zezé Mota e Caio Blat, nomes como Dani Ornellas, Francisco Gaspar, Mariana Nunes, Pedro Guilherme, Romeu Evaristo, Samira Carvalho, Sidney Santiago e Teka Romualdo também estão confirmados na obra. Boliveira fará o papel do protagonista na vida adulta, já que o filme abordará ainda fases de Luiz Gama na infância e na adolescência.

“Temos para essa produção grandes nomes e talentos negros e negras que estão sendo fundamentais para consolidar a ideia da grandeza deste filme. Estamos narrando e fazendo a história. É uma grande oportunidade de apresentar Luiz Gama para àqueles que não tiveram a chance de conhecer sua história e seu papel fundamental”, conclui o diretor.

A obra ainda conta com o direcionamento da professora e Dra. Ligia Fonseca Ferreira, uma das maiores pesquisadoras sobre a história de Luiz Gama, responsável pela tese sobre sua vida e obra, a qual foi publicada pela Universidade Sorbonne de Paris. Ligia é também autora de Primeiras Trovas Burlescas de Luiz Gama e outros poemas (Martins Fontes, 2000) e Com a Palavra Luiz Gama, além de ter experiência na área de Letras com ênfase em Luiz Gama, abolicionismo e o negro na literatura brasileira (século XIX- início século XX).

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Spread the love

Comments

comments

Share This