Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald | Alison Sudol defende a escolha de Queenie

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text _builder_version=”3.15″]

O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS DE ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD

Em um filme cheio de revelações, a virada de lado de Queenie Goldstein para o lado sombrio em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é um dos mais inesperados – e, para alguns fãs, intrigante.

Afinal, em 2016, em Animais Fantásticos e Onde Habitam, a irmã de Tina é apresentada como uma feliz e charmosa Legilimens que se apaixona pelo afável trouxa Jacob Kowolski (Dan Fogler) com apenas um toque de escuridão sobre seu personagem. Em Crimes, Queenie e Jacob vão a Paris porque seu relacionamento foi considerado ilegal pela lei bruxa americana. Newt (Eddie Redmayne), em seguida, expõe que Queenie colocou Jacob sob um feitiço para manipulá-lo, e ouvimos que Jacob acredita que ela é um pouco, bem, “louca”. O que segue é uma espiral para Queenie, assombrada por ouvir os pensamentos de estranhos aleatórios ela aparentemente não pode bloquear e ser seduzida para a causa de Gellert Grindelwald (Johnny Depp), que promete refazer o mundo em um lugar melhor para magos e trouxas.

Em uma entrevista a EW, a atriz Alison Sudol diz que soube da mudança de Queenie ao promover o primeiro filme, e ficou bastante chocada e perplexa também. “Eu estava tipo, espera, como isso aconteceu?”, Lembra Sudol. “Demorei muito na minha imaginação para começar a entender. E ao longo do filme, apenas para começar a reconciliar quem ela era no começo com as escolhas que ela faz e perceber que ela não é uma pessoa diferente, ela acabou de abandonar em uma circunstância realmente insustentável. ”

No entanto, ela se opõe à sugestão de Jacob de que seu personagem possa ter sofrido algum tipo de colapso.

“Sinto que, de certa forma, ela também está lá e isso faz parte do problema”, diz a atriz de 33 anos. “Ela está tocando em todos os seres humanos em todos os momentos e isso é muito para uma pessoa para segurar e todo mundo mais próximo a ela está sempre dizendo, ‘Não leia minha mente.’ Então ela tem um poder enorme e ainda é feita para sentir que ela é nada e isso é ruim. Isso poderia fazer qualquer um se sentir maluco. E as mulheres historicamente têm essa enorme intuição e foram punidas por essa intuição para sempre. Quantas mulheres estiveram em uma instituição mental porque foram consideradas loucas quando não podem ser honestas ou ser quem são?”

Na arena onde ela cruza a linha de fogo azul de Grindelwald para se juntar a sua equipe, explica Sudol, a personagem estava se sentindo abandonada por sua irmã (Katherine Waterston), Newt e Jacob.

“Jacob não vem com ela”, explica ela. “Não é muito sobre Jacob não vir com ela para o lado negro, é como ‘Jacob, anda comigo, estamos juntos nisso.’ E ela não tem esses dois, então quem ela tem? Newt meio que a traiu – ele a chamou, era embaraçoso. O que ela tem?”

Tudo o que disse, o Sudol não acredita que Queenie tenha realmente se saído mal, mas ainda assim espera fazer o bem.

“Eu ainda acredito em seu coração, ela está indo para lutar contra o que ela acredita”, diz Sudol. “Grindelwald está dizendo: ‘estamos criando um mundo diferente’ e o mundo em que ela está está quebrado. Eu não acredito que ela esteja se tornando má. É mais como se ela estivesse tentando encontrar alguém que esteja lhe dando uma opção. Ele está manipulando ela, mas ele está manipulando todo mundo. Ele até fez isso com Dumbledore.”

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, da Warner Bros. Pictures, é a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo de J.K. Rowling.No final do primeiro filme, o poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pelo MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Contudo, cumprindo sua promessa, Grindelwald fugiu da prisão e passou a reunir seguidores que, na maioria dos casos, desconheciam suas verdadeiras intenções: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não mágicos.

O filme é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol e Ezra Miller, Zoë Kravitz, Callum Turner, Claudia Kim, William Nadylam, Kevin Guthrie, Carmen Ejogo, Poppy Corby-Tuech; com Jude Law e Johnny Depp. Na tentativa de frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudá-lo, sem saber dos perigos que enfrentará pelo caminho. Dois lados se enfrentam, à medida que o amor e a lealdade são postos à prova, até mesmo entre amigos e famílias, em um mundo de bruxaria cada vez mais dividido.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é dirigido por David Yates, a partir de um roteiro de J.K. Rowling. O filme é produzido por David Heyman, J.K. Rowling, Steve Kloves e Lionel Wigram. Tim Lewis, Neil Blair, Rick Senat e Danny Cohen são produtores executivos.

O filme reúne o time criativo do primeiro “Animais Fantásticos”, incluindo o diretor de fotografia vencedor do Oscar Philippe Rouseelot (“Nada é Para Sempre”), o designer de produção vencerdor de três Oscars Stuart Craig (“O Paciente Inglês”, “Ligações Perigosas”, “Ghandi”, franquia “Harry Potter”), a figurinista vencedora de quatro Oscars Colleen Atwood (“Chicago”, “Memórias de uma Gueixa”, “Alice no País das Maravilhas”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”), e o editor de longa data dos filmes de Yates, Mark Day (últimos quatro filmes “Harry Potter”). A trilha é do compositor indicado a oito Oscars James Newton Howard (“Um Ato de Liberdade”, “Conduta de Risco”, franquia “Jogos Vorazes”).

O filme já está em cartaz nos cinemas nacionais.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Spread the love

Comments

comments

Share This