Segundo informações do Wall Street Journal, a Walt Disney Animation Studios reanimou cenas com a Princesa Tiana de A Princesa e o Sapo na sequência de WiFi Ralph, seguindo a reação das redes sociais sobre a aparência da princesa.

WiFi Ralph encontra Vanellope von Schweetz, com Sugar Rush e com uma coleção de Princesas da Disney, incluindo a grande garçonete sonhadora que se tornou a princesa Tiana. Uma cena, que mostra Tiana e outras princesas em um ambiente de festa do pijama, foi criticada pelo penteado escolhido por Tiana e sua aparência aparentemente mais leve.

Internautas apontaram que Tiana, a primeira princesa negra da Disney, tinha cabelos impróprios no trailer de WiFi Ralph, e que agora ela carregava os traços de uma mulher “racialmente ambígua“.

De acordo com o WSJ , os animadores da Disney avaliaram a atriz de voz Anika Noni Rose e representantes da Color of Change, uma organização de advocacia focada em questões de representação racial e desigualdade política nas produções de Hollywood.

A diretora de campanha da Color of Change, Brandi Collins-Dexter, visitou a Walt Disney Animation Studios para ajudar na revisão de Tiana, levando ao que ela descreveu como cabelos mais escuros e nariz e boca mais largos. A organização saudou a decisão da Disney na quinta-feira de “restaurar a imagem da princesa Tiana para a de uma princesa negra sem remorso com lábios carnudos, pele escura e cabelos escuros”.

“Vocês não entendem o quão importante é a princesa Tiana para as garotas negras”, escreveu o usuário do Twitter @imanimlewis no mês passado. “Nós finalmente tivemos uma princesa da Disney que se parecia conosco, e agora ela não tem. Eles deram a ela características eurocêntricas e a transformaram em uma mulher racialmente ambígua. Não é uma de mim.”

WiFi Ralph deixa para trás o fliperama Litwak, aventurando-se no desconhecido, expansivo e empolgante mundo da Internet – que pode ou não sobreviver a detonação causada por Ralph. Ralph, o vilão dos videogames e sua companheira desajustada Vanellope von Schweetz precisam arriscar tudo ao viajar para a world wide web em busca de uma peça sobressalente para salvar o videogame de Vanellope, Corrida Doce. Sem saber no que se meteram, Ralph e Vanellope dependem dos cidadãos da Internet – os internautas – para auxiliar em sua navegação, incluindo uma empresária de website chamada Yesss, que é o algoritmo principal e o coração e alma do site que dita tendências “BuzzzTube”.

Com direção de Rich Moore (“Zootopia – Essa Cidade é o Bicho”, “Detona Ralph”) e Phil Johnston (corroteirista de “Detona Ralph”, “Um Negócio Nada Seguro”, corroteirista de “Zootopia – Essa Cidade é o Bicho”), e produção de Clark Spencer (“Zootopia – Essa Cidade é o Bicho”, “Detona Ralph”, “Bolt – Supercão”), “WiFi Ralph” chega aos cinemas do Brasil no dia 3 de janeiro de 2019.

Comments