Três Anúncios para um Crime – e a Luta do Luto

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text]

Texto enviado por Alisson Tomaz

“A dor de perder alguém só é aumentada quando não te dão o direito de saber o porquê. ”

Autor Desconhecido

Essa frase resumiria bem o enredo devastador e profundo de Três Anúncios Para Um Crime (Three Billboards Outside Ebbing, Missouri). Uma mãe, Mildred Hayes (Frances McDormand), busca justiça para o brutal assassinato de sua filha. Vendo a ineficiência da polícia local na investigação do caso, Mildred resolve colocar três Outdoors em uma estrada pouco usada na cidade de Ebbing. Porem essa atitude gera um descontentamento da força policial e de grande parte dos cidadãos de Ebbing.

O filme é dirigido por Martin Mcdonagh que tem em seu currículo o bom Sete Psicopatas e um Shih Tzu. Nesse longa algumas características do diretor se repete. Ele traz o humor negro como um canal de escape para o duro drama que permeia todo o longa. Por outro lado, o diretor trabalha de forma crua a questão do luto. No caso, Mildred se encontra destruída por ter durante muito tempo guardado toda a dor do luto, vemos uma mãe que perdeu sua filha e junto com isso perdeu sua alegria. Mildred vê como único proposito em sua vida encontrar o responsável por tal dor. Porém sua aposta na polícia acaba se tornando em vão, quando a mesma se mostra perdida em um caso sem pistas.

 

[/et_pb_text][et_pb_code _builder_version=”3.0.89″ text_orientation=”center”]<script language=”JavaScript1.1″ src=”https://t.dynad.net/script/?dc=5550002447;ord=1515273630969;idt_product=1;coddisplaysupplier=334bad9aa748436dbab1e931374f4030;descrColor=000000;titleColor=000000;urlColor=A6A6A6;borderColor=FFFFFF;bgColor=FFFFFF;altColor=FFFFFF;deslabel=native;click=”></script><!– [et_pb_line_break_holder] –>[/et_pb_code][et_pb_text _builder_version=”3.0.89″ background_layout=”light”]

O grande destaque do longa com certeza está nas atuações. Frances McDormand nos entrega uma atuação arrasadora, que poderia até cair no clichê da mãe frágil que sofreu uma perda. Mais aqui a situação é diferente, Mildred está destruída pela sua perca e pela falta de justiça, ao mesmo tempo em que se mostra forte para lutar contra parte da população e para confrontar frente a frente toda a polícia da cidade. Conseguimos sentir a dor daquela mulher mesmo quando ela não está chorando e conseguimos sentir sua força mesmo quando as lágrimas correm. Não é à toa que o Globo de Ouro e o Bafta premiaram Frances como melhor atriz. Sua interpretação também lhe gerou indicação ao prêmio de melhor atriz no Oscar 2018.

Não se pode passar batido pela atuação de Woody Harrelson como o xerife Bill Willoughby. Um homem atormentado por nunca ter conseguido encerrar esse caso. O xerife vive realmente entre a cruz e a espada, entre uma mãe desolada em busca de justiça e os Outdoors que expõem o seu cargo e sua corporação. Por fim e não menos importantes temos Sam Rockwell que interpreta o policial Jason Dixon. Um policial arrogante e preconceituoso, que mostra de forma errada a autoridade que lhe foi concedida. Minha dica é que você observe com cuidado como o roteiro desenvolve a personalidade de Jason Dixon, é um grande estudo de personagem e um ótimo desenvolvimento de roteiro.

Como lidar com a dor da perda? Como preencher um vazio que insiste em pulsar? Três Anúncios Para um Crime trata de uma forma geral sobre perdas e lutos. Uma mãe que perdeu sua filha e não consegue lidar com a dor e com o fato de todos dessa pequena cidade terem continuado suas vidas como se nada tivesse ocorrido. Um xerife que perdeu a paz por não ter conseguido por um ponto final nesse caso que sente a dor compartilhada daquela mãe. Um policial preconceituoso que sempre foi acostumado a ser menosprezado e ser ridicularizado, que vive a sombra dos erros de seus pais, trazendo um belo exemplo da frase que diz “que os erros dos filhos, são filhos dos erros dos pais.”. Por fim o filme ainda trata de uma pequena cidade que sofreu um crime bárbaro mais resolveu jogar tudo para debaixo do tapete.

Três Anúncios para Um Crime mostra como lidamos com a perda trágica de alguém, além disso, traz ótimas discussões sobre injustiça e preconceitos. Não se admire se ele levar estatuetas de melhor atriz, melhor ator coadjuvante (Woody Harrelson, Sam Rockwell) e melhor filme, vamos aguardar 🙂

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Spread the love

Comments

comments

Share This