Sons of Anarchy é uma série maravilhosa. Com sete temporadas e 92 episódios, começando em 2008 e terminando em 2014, SOA conta a história a partir de dois pontos de vistas: a vida do protagonista Jax Teller, com uma atuação sensacional de Charlie Hunnam, e do seu clube de motociclistas chamado Sons of Anarchy – ou SAMCRO, para os mais íntimos.

Vamos falar primeiro dos atores. Sons reúne um elenco excelente a tal ponto, que eu diria que Charlie Hunnam (pra quem não sabe, ele também protagoniza os filmes “Círculo de Fogo”, de 2013, e Rei Artur, de 2017) é o mais “fraco” dentre os principais, sendo que ele é excelente. Os atores com papeis secundários também fazem parte desde destaque que é o elenco. Alguns deles vieram a fazer parte do cast principal pelo fato do personagem crescer tanto, que se tornaria difícil dar menos destaque a ele.

sons-of-anarchy pipocas club

A trilha sonora, ao meu ver, é consolidada com a melhor trilha da história das séries. Eu não estou exagerando, apesar da presunção da afirmação. Só quem assistiu SOA sabe o quão sensacional é essa trilha. A predominância é do velho e bom Rock n’ Roll junto ao country tradicionalmente americano. Porém, vários tipos de músicas são tocadas, e tão boas quanto.

A série tem um costume muito peculiar de terminar os episódios. Muito por causa do criador Kurt Sutter, que coloca muito de seu gosto pessoal em cada momento marcante. Em muitas as vezes, os minutos finais são formados por “trilha sonora + cenas  muito impactantes”. Isso, quando você está totalmente tomado pelo clima da série, causa um sentimento único e te envolve definitivamente com toda a história.

Uma curiosidade é que o cantor Ed Sheeran, extremamente famoso entre os mais jovens, escreveu uma música exclusiva para a série. O nome é Make It Rain.

Quer um gostinho? Ouve essa aí do cantor White Buffalo, tocada nos últimos minutos de uma das temporadas. Qualquer coisa a mais é spoiler, o que seria um crime!

Suas mortes são totalmente imprevisíveis. Então, todos nós acostumados com séries com Game of Thrones, estamos calejados. Tá liberado se apegar ao personagens, mas sempre saiba que Sons of Anarchy é uma história de aprendizado de um protagonista imaturo. Portanto, muita, mas muita merda vai acontecer. E sinceramente? Isso é bom demais.

Mas afinal, qual é o contexto da série?
Em Charming, uma pequena cidade fictícia no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, habita o clube de motociclistas Sons of Anarchy. O grupo lida com atividades ilícitas como o tráfico de drogas e filmes pornô e é liderado por Clay Morrow (Ron Perlman) e Jax Teller (Charlie Hunnam). Além do esforço para conciliar a sua ocupação com a família e os filhos, eles tem de conviver com suas opiniões diferentes: enquanto Morrow opta pela tradição violenta, Teller se inspira no discurso revolucionário do diário de seu pai falecido.

Em termos de nota, SOA também é muito bem representada. No site Rotten Tomatoes, sua média é de 90% dentre os críticos e 94% dentro os fãs. No IMDb, sua média é de 8,6.

É importante falar que Sons é até hoje a maior audiência da história do canal FX (dos canais Fox). Assista todas as sete temporadas e veja um final inacreditável de uma legítima obra de arte. Viva os Filhos da Anarquia!

 

 

Comments