A Orquestra de Concepción do Chile, premiada internacionalmente, estreia o espetáculo “Rock Sinfônico e Clássicos do Cinema: De Queen a Star Wars”. O repertório traz uma homenagem a bandas consagradas como Queen, Metallica, Gun’s and Roses, Led Zeppelin, Pink Floyd e Michael Jackson, além de clássicos do cinema, como Star Wars e Harry Potter e de séries como “Game of Thrones. As duas únicas apresentações, ambas sob a regência do maestro Ricardo Calderoni, ocorrerão no Teatro Raul Cortez, em São Paulo, em 19/09, quinta, às 21h e 21/09, sábado, às 16h.

O público será chamado a interagir com a orquestra, por meio de batuques, palmas e sons. “Será possível ver, ouvir, e sentir as músicas”, explica o maestro Ricardo Calderoni, responsável pelo espetáculo. “Esperamos um público formado por pessoas que têm por hábito prestigiar concertos e por aqueles que gostam de filmes, séries e rock; apresentaremos um repertório aclamado mundialmente, em um formato novo e arrojado”. Os ingressos serão disponibilizados a preços populares: a partir de R$ 44, por meio da plataforma Sympla, ou no link https://bileto.sympla.com.br/event/62194/d/71240/s/370315

O formato do espetáculo se encaixou como uma luva no escopo dos projetos da empresa de Calderoni, a Brasil Produções, que busca popularizar a música clássica ao torná-la acessível a uma gama maior de espectadores, especialmente o público mais jovem. “Essas séries e filmes têm milhões de fãs ao redor do mundo”, explica Mario Cabrera Delgado, diretor-executivo da Orquesta de Concepción (UdeC). “O sucesso da trilha musical de GoT, Queen e tantos outros filmes não resultou apenas em álbuns, mas gerou incontáveis listas de streaming feitas pelo próprio público, o que, no caso de GoT, de acordo com o aplicativo Spotify, alcançou a marca de 380 milhões de reproduções até julho de 2019.”

Essa turnê ousada é um sucesso mundial da Orquestra de Concepción, com apresentações ao ar livre para milhares de pessoas. A orquestra se apresentará, em seguida, na Argentina, México e em vários países da Europa.

Nos últimos anos, a orquestra consolidou a fama de exportar grandes talentos, como o trompista Matías Piñera, que passou a fazer parte da prestigiosa Orquestra Filarmônica de Munique, sob o comando do maestro titular Valery Gergiev.

Comments