Agora sabemos que o filme independente de Coringa de Todd Philips será classificado para maiores, mas o diretor revelou que convencer a Warner Bros. levou algum tempo.

Aparentemente, o então chefe de estúdio Kevin Tsujihara e o então presidente de produção Greg Silverman estavam completamente de acordo com a ideia de Philips para o personagem, mas a mudança de regime na WB fez com que os novos chefes de estúdio ficassem um pouco mais apreensivos.

“Foi um processo que durou um ano desde que terminamos o roteiro apenas para integrar as novas pessoas com essa visão, porque eu a enviei para uma equipe totalmente diferente da que a fiz”, disse Phillips ao LA Times. “Havia e-mails sobre: ​​’Você percebe que vendemos pijamas do Coringa na Target.’ Havia um zilhão de obstáculos, e você apenas teve que navegar por um de cada vez … Na época, eu os amaldiçoava todos os dias. Mas tenho que colocar em perspectiva e dizer: ‘Eles são bastante ousados ​​por terem feito isso’. ”

Philips também tocou no fato de que seu filme não seguirá nenhuma tradição estabelecida em quadrinhos em torno do icônico vilão do Batman, e está plenamente ciente de que isso causará muita reação dos fãs hardcore.

“Sempre haverá pessoas pessimistas, mas pelo que eu entendo sobre o momento do filme e a resposta ao teaser que lançamos, a maioria dos fãs parece animada por seguir um caminho diferente”, disse Philips. “Mas também este não será o último filme do Coringa já feito” , acrescentou. “Pode ser o último que Joaquin e eu fazemos, mas alguém vai aparecer e fazer outro, assim como no Homem-Aranha. Então, se você não gosta deste, não se preocupe – ele será reinventado. “

Coringa é centrado no icônico arqui-inimigo e traz uma história original e independente nunca antes vista nos cinemas. A visão de Phillips sobre Arthur Fleck (Phoenix), um homem desprezado pela sociedade, não é apenas um corajoso estudo de personagem, mas também um conto de advertência mais amplo.

O elenco do filme também conta com Zazie Beetz (“Deadpool 2”), Bill Camp (“Operação Red Sparrow”, “A Grande Jogada”), Frances Conroy (série de TV “American Horror Story”, série do Hulu “Castle Rock”), Brett Cullen (“42 – A História de uma Lenda”, série da Netflix “Narcos”), Glenn Fleshler (séries de TV “Billions”, “Barry”), Douglas Hodge (“Operação Red Sparrow”, série de TV “Penny Dreadful”), Marc Maron (séries de TV “Maron”, “GLOW”), Josh Pais (ainda inédito “Motherless Brooklyn”, “Despedida Em Grande Estilo”) e Shea Whigham (ainda inédito “O Primeiro Homem”, “Kong: Ilha da Caveira”).

Phillips (trilogia “Se Beber, Não Case!”) dirige a partir de um roteiro coescrito por ele e Scott Silver (“O Vencedor”), baseado nos personagens da DC. O filme está sendo produzido por Phillips e Bradley Cooper sob a bandeira da Joint Effort, e Emma Tillinger Koskoff. A produção executiva fica a cargo de Richard Baratta, Michel Uslan, Joseph Garner e Bruce Berman.

Por trás das câmeras, Phillips conta com o diretor de fotografia Lawrence Sher (ainda inédito “Godzilla II – Rei dos Monstros”, trilogia “Se Beber, Não Case!”), o designer de produção Mark Friedberg (“Selma: Uma Luta Pela Igualdade”, “O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro”), o editor Jeff Groth (“Cães de Guerra”, “Se Beber, Não Case! Parte III”) e o figurinista ganhador do Oscar Mark Bridges (“Trama Fantasma”, “O Artista”).

Uma apresentação da Warner Bros. Pictures, em associação com a Village Roadshow Pictures e com a BRON Creative, uma produção Joint Effort, Coringa tem estreia prevista para 3 de outubro de 2019 e será distribuído internacionalmente pela Warner Bros. Pictures.

Comments