Em “A ESPIÃ VERMELHA”, dirigido por Trevor Numm, Judi Dench dá vida a Joan Stanley, uma caloura em Cambridge, no ano de 1938. Ao entrar na universidade ela se une a uma sociedade comunista estudantil, onde conhece o jovem alemão Leo Galinch e logo se apaixona por ele. Esse relacionamento faz com que ela passe a enxergar o mundo sob outra ótica e se envolva com atividades do Partido Comunista.

Joan é convocada pela KGB (Comitê de Segurança Russo) para atuar como espiã do governo Stalin no Reino Unido, quando a guerra contra a Alemanha é declarada e Leo não pode mais permanecer na Inglaterra. Ao concluir sua graduação em física, Joan consegue um emprego no famoso Laboratório Cavendish, em Cambridge. Ali, ela conhece o líder de um projeto secreto em andamento, o professor Max Davies, que se impressiona com a jovem e a coloca a par do segredo: estão desenvolvendo uma bomba atômica.

Se ela passar essas informações adiante para seus amigos alemães estará traindo seu país, mas se não o fizer estará colocando milhares de vidas em risco. “Assim com muitos dos cientistas que trabalharam no desenvolvimento da bomba na América, no Canadá e na Grã-Bretanha, Joan sente vergonha e culpa esmagadoras quando armas de destruição em massa são desencadeadas primeiro em Hiroshima e, dias depois, em Nagasaki”, explica o diretor.

Mais de 50 anos depois, Joan é uma senhora aposentada, que mora no subúrbio na virada do milênio, quando é presa pelo MI5 e acusada de espionagem, ao fornecer informações confidenciais para a Rússia comunista. Seu filho Nick, advogado, que não sabia desse passado, está determinado a limpar o nome de sua mãe. Mas, será que ela realmente é inocente?

O diretor Trevor Numm comenta sobre seu objetivo com a produção: “o filme tenta contar uma história fundamentalmente verdadeira de uma forma fundamentalmente verdadeira. Será que Joan estava certa em fazer o que ela fez? O filme faz essa pergunta e espera que todos assistindo queiram discutir, ponderar e debater este assunto”.

O longa é baseado no livro homônimo de Jennie Rooney, que conta a história real de Melita Norwood, que foi uma espiã inglesa a serviço da KGB. “A ESPIÃ VERMELHA” tem estreia prevista nos cinemas brasileiros em 16 de maio, com distribuição da Califórnia Filmes.

Confira o trailer:

Comments