Já se perguntou se as mais alucinantes e improváveis cenas de ação em filmes como ‘Missão: Impossível – Efeito Fallout’, ‘Kill Bill Vol. 1’, ‘Duro de Matar 4.0’, entre outros, seriam possíveis na vida real? Ou a magia do cinema, de fato, faz milagres com auxílio da computação gráfica? Muitos cineastas optam pelo uso de cenas reais, com ajuda de equipamentos específicos, para a realização de cenas de perseguições, explosões e etc. Essa decisão criativa é extremamente importante para a veracidade da obra e geralmente agrada os fãs, por conta disso, atores como Tom Cruise, costumam realizar essas proezas na frente das câmeras, colocando sua vida em risco, mas entregando momentos únicos que ficam guardados para sempre na memória do cinema.

Pensando se cenas absurdamente perigosas, como a emblemática perseguição de carros de um arranha-céu para outro, em ‘Velozes e Furiosos 7’, ou o momento em que o herói Indiana Jones se abriga dentro de uma geladeira para se proteger de uma forte explosão que devasta a cidade inteira, em ‘O Reino da Caveira de Cristal’, ou também quando o personagem de Dwayne Johnson, amputado, se balança entre as barras de um guindaste e depois salta uma longa distância até poder se segurar no prédio em chamas, em ‘Arranha-Céu: Coragem sem Limite’, podem ser, de fato, replicadas no mundo real, o pessoal da Betway realizou uma divertida pesquisa aprofundada com os mais diversos especialistas para tentar avaliar a veracidade dessas cenas e muitas outras de longas icônicos. E o resultado não poderia ter sido diferente: nem tudo que vemos é o que realmente parece ou pode acontecer se juntarmos os elementos corretos como ação, adrenalina, fogo e velocidade. Combinações essas que tem mais chances de dar errado do que certo.

De acordo com alguns resultados da pesquisa, como vocês podem conferir logo abaixo, dificilmente Ethan Hunt (Tom Cruise) teria sobrevivido à queda de seu helicóptero em ‘Missão Impossível: Efeito Fallout’, da mesma forma que o detetive Hoffman (Costas Mandylor) não teria saído vivo após sobreviver à armadilha do Urso Reverso, em ‘Jogos Mortais: O Final’, por conta de sua enorme perda de sangue durante o processo. Ou seja, mesmo que haja ação desenfreada e momentos difíceis de engolir, a magia do cinema funciona para nos manter nessa realidade onde cada decisão arriscada do nosso amado protagonista pode ser plausível dentro daquele contesto e assim podemos deixar de lado nossas crenças, para mergulharmos de cabeça dentro da aventura.

Além da análise da cena em si, também é possível ver um vídeo do momento exato da ação, para resgatar em sua memória as proezas cinematográficas de cada filme em questão. Ficou curioso para saber se suas cenas favoritas poderiam ter sido realizadas sem o auxílio de efeitos especiais e/ou equipamentos? Então confira o infográfico mostrando como essas sequências foram realizadas e o que os especialistas pensam sobre a possibilidade de sobrevivência dos personagens (não esqueça de selecionar o idioma português ali na bandeira):

Comments