Assisti Dumplin’ o novo filme original Netflix com a Jennifer Aniston, que apesar de ser uma comédia me fez chorar. Chorei muito na real.  Ao contar a história de uma menina gorda filha de uma ex miss, Dumplin’ aborda de maneira leve e necessária temas como gordofobia, autoaceitação, bullying e vários temas relevantes. Mas, por que eu chorei?

Quando comecei a ver a história de Willowdean (Danielle McDonald) não foi difícil me reconhecer em vários de seus dramas. Apesar de não ter crescido em um ambiente cheio de pressão para me adequar a um padrão de corpo, a sociedade não é legal com pessoas gordas e isso desde a infância. Nem sempre eu fui uma criança gorda, mas não lembro de não ter sido, apesar das fotos mostrarem que houve uma época que eu fui magra. As minhas memórias mais marcantes são sobre alguma palavra negativa a respeito do meu corpo e de como tudo isso afetou a forma como eu me enxergo. Aceitar que tá tudo bem em ser quem você é enquanto várias pessoas, principalmente as que você gosta, apontam e dizem constantemente frases do tipo “você engordou”, “você ficaria linda se emagrecesse”, “tá mais gordinha, hein?”, e isso não é nada comparado aos apelidos que também recebi, não é fácil.

[talvez alguns spoilers apareçam] Foi tão fácil compreender a Will porque aquela não era apenas a história dela, em parte era a minha também. Certa vez, quando eu ainda era uma adolescente no ensino fundamental, ouvi um elogio de um dos garotos mais bonitos da escola e eu não consegui aceitar, não era possível que aquilo fosse realmente pra mim. Logo, ver a Will em estado de negação quando o cara mais bonito da escola se mostra interessado por ela e continuar duvidando que alguém como ele possa realmente gostar dela, mesmo quando ele diz com todas as palavras que gosta dela, é como se visse a minha própria vida sendo exposta na tela. Até hoje eu ainda tenho dificuldade em receber elogios e várias dúvidas sempre surgem quando alguém demonstra algum tipo de interesse por mim. Os receios da Will são tão meus que me fizeram chorar.

Dumplin’ é um filme recheado de clichês, mas bastante necessário nos dias atuais. Gostaria de ter visto uma Willowdean nas produções antes, quando adolescente crescendo em uma sociedade cruel que só me dizia que o meu corpo não era ideal e que me fez acreditar nisso por muito tempo. Todo corpo é bonito e só, e o filme consegue trazer essa mensagem. Porque não é que ao se aceitar a sociedade vai parar de te olhar estranho e achar que o seu corpo não é o ideal, mas o seu olhar sobre você mesmo passa a ser mais gentil e compreensível e começa a enxergar a beleza que sempre esteve ali. 💙

• Leia nossa crítica de Dumplin’

Comments