Na sexta-feira, a promotoria do condado de Los Angeles anunciou que Steven Seagal não seria acusado de um assédio sexual que teria ocorrido em 2002.

A decisão foi tomada com base no fato de que o estatuto de limitações já passou, de acordo com documentos do gabinete do procurador distrital.

A suposta vítima no caso não foi identificada.

Este é o segundo caso contra o ator que o gabinete do procurador do distrito se recusou a processar.

Em setembro, um processo contra a Seagal que datava de 1993, quando a suposta vítima tinha 18 anos, foi recusado, de acordo com documentos judiciais. Esse caso também foi descartado devido ao estatuto de limitações.

Fonte: THR

Comments