Neste fim de semana, o Mundo Mágico se expandiu um pouco mais com a estreia de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. A sequência introduziu os fãs a um jovem Albus Dumbledore, e o ator Jude Law diz que o mundo está pronto para conhecer o homem em toda a sua sexualidade aberta.

Recentemente, o ator britânico concedeu entrevista ao NY Times para falar sobre seus passos na franquia derivada de Harry Potter. Foi lá que Law enfatizou sua opinião sobre a sexualidade da personagem.

“Eu acho que o mundo está pronto para isso, e se não for, deve ser bem”, disse o ator.

É claro, os fãs de Harry Potter saberão quais são os comentários de Law em referência. Embora Dumbledore nunca tenha abordado diretamente sua sexualidade, a autora JK Rowling informou aos fãs depois que os romances de Harry Potter concluíram que o bruxo era um homem gay. Na verdade, Dumbledore estava em um relacionamento com Gellert Grindelwald, um dos mais poderosos bruxos das trevas de todos os tempos. O anúncio foi recebido com surpresa em 2007, mas desde então se tornou uma parte aceita do cânone.

Ainda assim, a controvérsia surgiu quando foi anunciado que um jovem Dumbledore apareceria em Animais Fantásticos. Depois que ficou claro que o romance do mago com Grindelwald não seria um foco nessa sequência, alguns fãs questionaram se a franquia estava tentando aplacar superficialmente os fãs LGBTQ com representação implícita. No entanto, em sua recente entrevista, Law questiona por que Os Crimes de Grindelwald não sentiu a necessidade de explorar o relacionamento do casal.

“Coloque desta forma: Este filme não é sobre a sua homossexualidade, nem a sua sexualidade o define. Mas essa relação é certamente um elemento definidor de quem ele é e do que ele é”, explicou o ator.

“Eu também não acho que ele é alguém que deu seu coração ou sua alma para muitas pessoas. O rescaldo de seu relacionamento o deixou cambaleante, e ele empacotou seu coração no gelo, para ser honesto, e ninguém o descongelou.”

De acordo com Law, Dumbledore não mencionou seu romance de cortar o coração por uma razão bastante compreensível; O homem ainda está quebrado durante o rompimento. O vínculo que Dumbledore compartilhou com Grindelwald foi intenso, e amargou muito graças à ideologia oposta da dupla. Agora, os magos poderosos são os únicos capazes de parar o outro, fato que empurra Dumbledore em todos os lugares errados. Talvez os futuros filmes de Animais Fantásticos se aprofundem no romance do casal, mas parece que Law está bem em colocar isso em segundo plano. Por enquanto, tanto o mago quanto os trouxas estão em perigo graças a Grindelwald, e Dumbledore precisa encontrar a chave para evitar uma guerra total.

 

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, da Warner Bros. Pictures, é a segunda das cinco novas aventuras do Mundo Bruxo de J.K. Rowling.

No final do primeiro filme, o poderoso mago das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pelo MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Contudo, cumprindo sua promessa, Grindelwald fugiu da prisão e passou a reunir seguidores que, na maioria dos casos, desconheciam suas verdadeiras intenções: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não mágicos.

O filme é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol e Ezra Miller, Zoë Kravitz, Callum Turner, Claudia Kim, William Nadylam, Kevin Guthrie, Carmen Ejogo, Poppy Corby-Tuech; com Jude Law e Johnny Depp. Na tentativa de frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudá-lo, sem saber dos perigos que enfrentará pelo caminho. Dois lados se enfrentam, à medida que o amor e a lealdade são postos à prova, até mesmo entre amigos e famílias, em um mundo de bruxaria cada vez mais dividido.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é dirigido por David Yates, a partir de um roteiro de J.K. Rowling. O filme é produzido por David Heyman, J.K. Rowling, Steve Kloves e Lionel Wigram. Tim Lewis, Neil Blair, Rick Senat e Danny Cohen são produtores executivos.

O filme reúne o time criativo do primeiro “Animais Fantásticos”, incluindo o diretor de fotografia vencedor do Oscar Philippe Rouseelot (“Nada é Para Sempre”), o designer de produção vencerdor de três Oscars Stuart Craig (“O Paciente Inglês”, “Ligações Perigosas”, “Ghandi”, franquia “Harry Potter”), a figurinista vencedora de quatro Oscars Colleen Atwood (“Chicago”, “Memórias de uma Gueixa”, “Alice no País das Maravilhas”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”), e o editor de longa data dos filmes de Yates, Mark Day (últimos quatro filmes “Harry Potter”). A trilha é do compositor indicado a oito Oscars James Newton Howard (“Um Ato de Liberdade”, “Conduta de Risco”, franquia “Jogos Vorazes”).

O filme já está em cartaz nos cinemas nacionais.

Comments