A medida que se aproxima o lançamento de Super Drags, primeira animação brasileira da Netflix, novas polêmicas têm surgido devido a abordagem da série.

O deputado federal Alan Rick (DEM-AC) publicou em seu perfil no Facebook uma nota de repúdio à animação, alegando que a série é uma “tentativa sórdida de influenciar sexualmente nossas crianças.”

Confira o post na íntegra:

 

Em resposta à nota do Deputado, a Netflix publicou um tutorial de como ativar o Controle de Pais por senha, já que a animação tem classificação +18.

 

Super Drags é mais uma adição cheia de poder e orgulho à diversidade de originais brasileiros da Netflix e nos traz as aventuras de três jovens com uma vida super normal… Durante o dia, Patrick, Donizete e Ralph trabalham em uma loja de departamento, com clientes irritantes e um chefe exigente. Mas quando o dever chama, eles liberam suas divas internas para se tornar Lemon Chifon, Scarlet Carmesim e Safira Cyan: três incrivelmente fabulosas Super Drags que foram recrutadas para proteger a comunidade LGBT e espalhar purpurina no mundo.

Produzida pelo Combo Estúdio, Super Drags foi criada por Anderson Mahanski, Fernando Mendonça e Paulo Lescaut, com produção executiva de Marcelo Pereira. A série será lançada no dia 09 de novembro, com exclusivdade na Netflix. A classificaçao indicativa é 16 de anos.

Comments