Andrew Lincoln surpreendeu a todos quando anunciou que estaria deixando The Walking Dead na nona temporada. “Eu tenho dois filhos pequenos e moro em outro país e eles ficam menos portáteis à medida que envelhecem”, afirmou Lincoln.

Mas – SURPRESA! –  em entrevista à EW o ator garantiu que estaria voltando aos sets para aprender a dirigir, com o objetivo de comandar o seu próprio episódio na Décima temporada. “Eu vou voltar”, diz Lincoln. “Vou voltar a sombra de um diretor, e minha intenção é dirigir no próximo ano.”

Por que voltar – mesmo em uma base limitada – para a série que ele acabou de sair? “Eu não posso estar tão longe porque não posso suportar”, ri Lincoln. “Isso é o quanto eu estou investindo na série e na continuação da história.” E parece que a história de Lincoln em The Walking Dead acabou de dar uma grande virada.

Na última temporada de “THE WALKING DEAD” chegou ao fim a guerra total que enfrentou Rick Grimes (Andrew Lincoln) e seu grupo de sobreviventes contra os Salvadores e seu astuto líder, Negan (Jeffrey Dean Morgan). Com a vida de Negan em suas mãos, Rick tinha uma escolha que definiria seu próprio caráter em comparação com o de seu inimigo.

Ao tomar a decisão unilateral de perdoar Negan, Rick confirmou os valores que seu falecido filho, Carl (Chandler Riggs), defendeu por construir para o futuro, mas criou conflitos dentro de seu grupo.

Nos novos episódios, veremos os sobreviventes um ano e meio após o fim da guerra, reconstruindo a civilização sob a liderança firme de Rick. É um momento relativo de paz entre as comunidades enquanto trabalham juntas, olhando o passado para moldar o futuro. Mas o mundo que eles conheciam está mudando rapidamente à medida que as construções criadas pelo ser humano continuam a se deteriorar e a natureza avança, mudando a paisagem e criando novos desafios.

Com o passar do tempo, as comunidades enfrentam obstáculos, perigos e, claro, walkers inesperados, mas nada os prepara para a força formidável que estão prestes a enfrentar, o que ameaça a ideia de civilização que eles trabalharam arduamente para construir.

Com produção executiva de Scott M. Grimple, Robert Kirkman, Gale Anne Hurd, David Alpert e Tom Luce, a série é uma adaptação das histórias em quadrinho escritas por Robert Kirkman (“OUTCAST”) e publicadas pela Image Comics, que contam a história dos meses e anos depois de um apocalipse zumbi, e seguem um grupo de sobreviventes, liderados pelo policial Rick Grimes (Andrew Lincoln), que viaja em busca de um lugar seguro.

Semanas atrás, durante o painel de San Diego da Comic Con, o criador de “THE WALKING DEAD”, Robert Kirkman, revelou a chegada ao elenco de Samantha Morton, aclamada atriz inglesa, indicada ao Oscar® e vencedora do Globo de Ouro®. Morton será Alpha, a líder do grupo Os Sussuradores, um dos vilões mais notáveis da história, durante a nona temporada da série,

De acordo com os quadrinhos em que se baseia a série, Os Sussurradores que seguem Alpha são um dos mais ecléticos grupos adversários de Rick Grimes e seus aliados.

Eles sobrevivem fingindo serem zumbis, banhados de sangue, entranhas e pele de pessoas mortas. O mais curioso é a sua ideologia: eles acreditam que o apocalipse zumbi é o caminho certo para dar lugar a uma evolução na sociedade e à restauração da ordem natural das coisas.

No Brasil, os episódios serão exibidos simultaneamente pelo, canal FOXFOX Premium e no FOX App. A nona temporada de The Walking Dead estreia no domingo, dia 7 de outubro de 2018.