O humor ácido, tramas cotidianas e personagens femininas fortes, são marcas registradas do diretor Paul Feig, de ‘Missão Madrinha de Casamento’ e o blockbuster ‘Caça-Fantasmas’, prova disso é seu novo trabalho, o thriller de mistério ‘Um Pequeno Favor’, que marca também sua estreia com o pé direito no gênero, muitas vezes arriscado, afinal, mesclar comédia pastelão com suspense não é lá tarefa fácil. Felizmente, há um ótimo exemplo aqui.

A trama, baseada no best-seller de mesmo nome da autora Darcey Bell, acompanha uma blogueira de uma cidade pequena que tenta resolver o desaparecimento misterioso de sua amiga rica, quando acaba se envolvendo demais. A blogueira Stephanie é vivida pela hilária Anna Kendrick, a escolha perfeita (sem trocadilhos com outro filme que ela estrelou!) para o papel. Sua personagem é mãe solteira, desajeitada e divertida, no entanto, há um lado obscuro do passado que esconde e Kendrick tem o time cômico perfeito para sustentar uma comédia tão peculiar e fria como esta.

Em contraste com a breguice de Stephanie está Emily, vivida pela Blake Lively (Águas Rasas), angelical, envolvente e misteriosa, o carisma da atriz cativa e conquista logo de início, sua aparente vida perfeita nos mantém interessados em ver até onde a farsa nos levará. Todo esse começo segue um ritmo perfeito, a apresentação das personagens é eficaz, assim como a ambientação na cidade pequena, até a ótima criação da atmosfera de suspense que habita o roteiro como uma subtrama até o 2º ato, onde assume forma e caminha junto com a comédia.

Eis então que o desenvolvimento do filme exige também explicações, e é aí que o roteiro dá uma pequena balançada na corda bamba que é fazer comédia com suspense, mesmo que seja o tipo de filme, semelhante ao ótimo ‘Garota Exemplar’, as reviravoltas são exageradas demais, na tentativa de pegar o espectador de surpresa, a trama avança para diversos caminhos e possibilidades, deixando pequenos furos para trás e caindo em certos clichês, causando então uma “overdose” de plot twists que só servem para confundir quem já estava perdendo o interesse pelo longa. Aliás, sua duração de quase 2 horas não ajuda muito.

Dito isso, o roteiro consegue, felizmente, emplacar boas piadas ácidas e divertir, até mesmo quem que estava esperando um pouco menos. A direção de arte é exuberante e consegue expressar muito bem a personalidade de cada uma das protagonistas, assim como a direção estilosa de Feig, somada a uma bela fotografia lavada, porém, ordinária, tornando o filme envolvente e, até mesmo, apetitoso de se assistir, mesmo caindo em algumas soluções óbvias.

‘Um Pequeno Favor’ está sendo considerado um primo próximo de ‘Garota Exemplar’, o que é compreensível, no entanto, diverte bem mais por saber dosar o cômico com o curioso, se tornando uma ótima ida aos cinemas. Dificilmente haverá uma química tão atraente em tela esse ano como a de Anna Kendrick e Blake Lively.

Comments