Quanto mais a gente reza, mais assombração aparece. É revoltante e inadmissível o quanto a base de fãs de uma franquia cada vez mais rica em diversidade e que sempre abordou temáticas políticas e sociais como “Star Wars“consegue ser tão tóxica. E esse é um problema recorrente no mundo nerd, vale salientar, pois mesmo quando uma parcela ainda consegue ser boa, quantos pedaços estragados são necessários para escangalhar uma comida inteira? Uma que sofreu com isso recentemente foi a atriz Kelly Marie Tran, que interpretou a Rose em “Episódio VIII”. O assédio, o racismo e a xenofobia foram tantos que ela acabou deletando sua conta no Instagram no início do ano.

Marie Tran, que tem ascendência vietnamita, se pronunciou pela primeira vez após os ataques em um artigo publicado no New York Times – que pode ser lido na íntegra aqui. No texto, ela deixa claro que é contra todas as formas de abuso e preconceito, tanto na vida real quanto nas redes sociais (onde os vermes que a hostilizaram mais se proliferam). É de cortar o coração quando a atriz fala que o maior problema não eram as palavras, mas o fato de que ela começou a acreditar nelas e acabou entrando em uma espiral de ódio contra si mesma. “Talvez se eu fosse mais magra ou talvez se eu deixasse meu cabelo crescer e, pior de tudo, talvez se eu não fosse asiática”. Como bem disse Mark Hamill, “como não te amar? Nós não te merecemos…”.

O diretor do longa, Rian Johnson, chegou a comentar que esses fãs asquerosos só estão em maior evidência justamente por conta das redes sociais. Sem falar que essas pessoas repugnantes (chamá-los de porcos seria um insulto aos suínos) são as mesmas que costumam discutir infindavelmente sobre o quanto a Disney estaria deformando “Star Wars”, como se eles mesmos fossem donos da franquia. E ainda são aquelas que, mesmo adorando destilar seu ódio por aí, ficam pra morrer quando alguém confronta seus pensamentos repulsivos. É minha gente, é como dizem lá em nóis, quem bate nunca lembra, quem apanha nunca esquece.

Suicidaram o Esquadrão Suicida

Antes considerado uma prioridade para a DC (não me perguntem o porquê, também não faço a menor ideia), “Esquadrão Suicida 2” teve sua produção adiada pelo estúdio. Por certo tem a ver com a agenda atarefada de Will Smith, principal astro do primeiro filme, que agora pode se dedicar às gravações de “Bright 2” e “Bad Boys For Life”. Ô homem pra trabalhar!

Tem gente saindo do Bond

Comentamos na coluna da semana passada que Idris Elba poderia ser o próximo James Bond, após a saída de Daniel Craig. Pois bem, além do próprio ator desmentir a informação, mandando um seco e categórico “Não.”, a produção de “Bond 25” ainda perdeu seu diretor. O anúncio foi feito pelo Twitter na última terça (21/08) e Danny Boyle rodou pelo motivo preferido de qualquer demissão em Hollywood: diferenças criativas.

Pooooooooonnnn

Depois dos icônicos temas da trilogia “Cavaleiro das Trevas” de Christopher Nolan, além de “Homem de Aço” e “Batman Vs Superman”, ambos do visionário Zack Snyder, Hans Zimmer havia dito que não trabalharia mais em longas de super-herói. Pois num é que bateu um peso na consciência e agora ele tá aceitando é tudo? Primeiro ele tinha sido anunciado em “X-Men: Fênix Negra”, filme da Fox que sabe lá Deus quando (ou se) vai sair. Agora, ele também vai compor a trilha sonora de “Mulher-Maravilha 1984”, sequência do primeiro longa da amazona, com estreia prevista para o ano que vem. Será que ele vai usar seu célebre tema “Is She With You” (mais conhecido como TARARARANNNN) novamente? Conhecendo o Zimmer, bem provável que não.

Rapidinhas

  • “Missão: Impossível – Efeito Fallout” ultrapassou a marca dos US$ 500 milhões em arrecadação global. Já é a nona maior bilheteria mundial, com fôlego para chegar pelo menos em sexto lugar – lembrando que ainda tem muito filme pra estrear.
  • Watchmen vai virar série da HBO. Quem vai escrever e produzir será o sempre perseguido Damon Lindelof (da excelente “The Leftovers”).
  • Michael Peña entrou para o elenco de “Dora, a Aventureira“. Estou cada vez mais curioso por esse filme, mesmo sem saber o motivo.
  • Esta semana estreiam as comédias “Meu Ex é um Espião” e “Te Peguei!”, além do terror “Slender Man – Pesadelo Sem Rosto” (veja as críticas aqui).

Dica da semana

Para quem é de João Pessoa ou pode vir para cá, acontece neste sábado (25/08) a Feira Cria #06 no Espaço Cultural, onde muitos artistas (a maioria do Nordeste) estarão expondo e vendendo suas criações. Pra quem não pode comparecer, a dica é: valorize a criação intelectual dos outros, seja comprando ou pelo menos divulgando.

Semana que vem tem mais! E prestigiem a sétima arte!