Uma investigação do BuzzFeed News revelou que dez estudantes acusam o roteirista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca de assédio.

Rodrigo Fonseca, que é presidente da Associação de Críticos do Rio de Janeiro, parou de lecionar na Escola de Cinema Darcy Ribeiro depois que mais de dez estudantes relataram que ele havia assediado.

O BuzzFeed News conversou com alguns membros da equipe da escola e também com alunos. Todos eles confirmaram que houve acusações públicas antes da demissão de Fonseca – inclusive uma das fontes afirmou ter sido vítima do cineasta. Segundo Fonseca, foi ele quem pediu licença por problemas de saúde e também negou as acusações.

A investigação do BuzzFeed News descobriu que:

  • O caso começou a ser revelado em junho, quando quatro estudantes foram ao comitê de Darcy Ribeiro para alegar que o professor as tinha assediado. No dia 9 de julho, a escola realizou uma reunião com cerca de 80 alunos do primeiro semestre de cursos como Roteiro, Montagem e Produção – cursos em que Rodrigo Fonseca leciona.
  • Uma aluna ouvida pelo BuzzFeed News diz que o professor colocou uma mão na sua nuca e tentou beijá-la, mas ela se esquivou. O BuzzFeed News foi à escola para conversar com seu conselho. O jornalista esperou duas horas e não foi atendido, as mensagens de texto não foram respondidas.
  • Na semana passada, após a pressão de alunos e professores, a escola começou a oferecer aconselhamento psicológico e jurídico aos estudantes que trouxeram seus casos de assédio para o público.

A Darcy Ribeiro é apontada como uma das melhores escolas livres de cinema do Rio de Janeiro. O processo seletivo é considerado rigoroso, e um semestre letivo ali custa R$ 4.730.

Fonseca escreve com frequência críticas e entrevistas para o site Omelete. Além disso, colabora com o jornal O Globo, o Jornal do Brasil e O Estado de S. Paulo. Ele também trabalhou como roteirista para programas da TV Globo, onde foi redator do “Encontro com Fátima Bernardes”.

Fonte: BuzzFeed News